Buscar
  • Monica Campello

Amigo?!

𝑨𝒔 𝒃𝒐𝒅𝒂𝒔, 𝒏𝒂 𝒗𝒆𝒓𝒅𝒂𝒅𝒆, 𝒆𝒔𝒕ã𝒐 𝒑𝒓𝒆𝒑𝒂𝒓𝒂𝒅𝒂𝒔, 𝒎𝒂𝒔 𝒐𝒔 𝒄𝒐𝒏𝒗𝒊𝒅𝒂𝒅𝒐𝒔 𝒏ã𝒐 𝒆𝒓𝒂𝒎 𝒅𝒊𝒈𝒏𝒐𝒔.

Muitos do próprio povo de Deus não aceitam Jesus como Senhor. Estes são os que dizem acreditar em Deus, mas não ouvem ou não querem: ouvir a sua voz; seguir a sua instrução; obedecer às suas palavras. Preferem se estribar em seu próprio entendimento.

𝑰𝒅𝒆, 𝒑𝒐𝒊𝒔, à𝒔 𝒔𝒂í𝒅𝒂𝒔 𝒅𝒐𝒔 𝒄𝒂𝒎𝒊𝒏𝒉𝒐𝒔, 𝒆 𝒄𝒐𝒏𝒗𝒊𝒅𝒂𝒊 𝒑𝒂𝒓𝒂 𝒂𝒔 𝒃𝒐𝒅𝒂𝒔 𝒂 𝒕𝒐𝒅𝒐𝒔 𝒐𝒔 𝒒𝒖𝒆 𝒆𝒏𝒄𝒐𝒏𝒕𝒓𝒂𝒓𝒅𝒆𝒔. 𝑬 𝒐𝒔 𝒔𝒆𝒓𝒗𝒐𝒔, 𝒔𝒂𝒊𝒏𝒅𝒐 𝒑𝒆𝒍𝒐𝒔 𝒄𝒂𝒎𝒊𝒏𝒉𝒐𝒔, 𝒂𝒋𝒖𝒏𝒕𝒂𝒓𝒂𝒎 𝒕𝒐𝒅𝒐𝒔 𝒒𝒖𝒂𝒏𝒕𝒐𝒔 𝒆𝒏𝒄𝒐𝒏𝒕𝒓𝒂𝒓𝒂𝒎, 𝒕𝒂𝒏𝒕𝒐 𝒎𝒂𝒖𝒔 𝒄𝒐𝒎𝒐 𝒃𝒐𝒏𝒔; 𝒆 𝒂 𝒇𝒆𝒔𝒕𝒂 𝒏𝒖𝒑𝒄𝒊𝒂𝒍 𝒇𝒐𝒊 𝒄𝒉𝒆𝒊𝒂 𝒅𝒆 𝒄𝒐𝒏𝒗𝒊𝒅𝒂𝒅𝒐𝒔.

Todos! Todos, bons e maus! Deus não faz acepção de pessoas, tanto que sua salvação se estende a todos os povos, sem distinção. Já não há judeus e gentios, pois Jesus trouxe a salvação para todos..

𝑬 𝒐 𝒓𝒆𝒊, 𝒆𝒏𝒕𝒓𝒂𝒏𝒅𝒐 𝒑𝒂𝒓𝒂 𝒗𝒆𝒓 𝒐𝒔 𝒄𝒐𝒏𝒗𝒊𝒅𝒂𝒅𝒐𝒔, 𝒗𝒊𝒖 𝒂𝒍𝒊 𝒖𝒎 𝒉𝒐𝒎𝒆𝒎 𝒒𝒖𝒆 𝒏ã𝒐 𝒆𝒔𝒕𝒂𝒗𝒂 𝒕𝒓𝒂𝒋𝒂𝒅𝒐 𝒄𝒐𝒎 𝒗𝒆𝒔𝒕𝒆 𝒅𝒆 𝒏ú𝒑𝒄𝒊𝒂𝒔.

No entanto, há entre os cristãos aqueles que participam das coisas do Senhor, como da ceia, dos milagres, das missões; são convidados de Jesus, mas negligenciaram o traje perfeito para o banquete ou mesmo não quiseram usá-lo. Logo, se não queria usar as vestes que o Anfitrião oferecia para se fazer digno de estar ali, então por que estava ali? Foi um ato de irreverência, insubordinação, rebeldia que, na verdade, refletia hipocrisia por demonstrar uma não submissão às condições propostas aos participantes.

A ocasião deveria ser aquela em que limpos de coração os convidados se apresentariam ao seu Anfitrião. Pergunta: Como uma noiva deve se apresentar ao seu Noivo, com que trajes?

𝑬 𝒅𝒊𝒔𝒔𝒆-𝒍𝒉𝒆: 𝑨𝒎𝒊𝒈𝒐, 𝒄𝒐𝒎𝒐 𝒆𝒏𝒕𝒓𝒂𝒔𝒕𝒆 𝒂𝒒𝒖𝒊, 𝒏ã𝒐 𝒕𝒆𝒏𝒅𝒐 𝒗𝒆𝒔𝒕𝒆 𝒏𝒖𝒑𝒄𝒊𝒂𝒍? 𝑬 𝒆𝒍𝒆 𝒆𝒎𝒖𝒅𝒆𝒄𝒆𝒖.

Jesus queria bem àquela pessoa; não lhe queria mal. Por isso, chamou-a de "amigo". Mas Jesus não conhecia aquela pessoa; por isso, chamou-a de "amigo". Amigo nem sempre significa literalmente o que o termo sugere, mas pode ser um estranho com aparência de amigo. Contudo, Jesus conhece os corações.

— Senhor , Senhor, eu fiz isso e aquilo em teu nome!!! — Aparte-se de mim, pois não o conheço. [Mt 7:22,23]

O vocativo "Amigo" pode ser uma forma de se dirigir a alguém cujo nome não se conhece: "Ô, meu amigo!", "Ô, meu camarada"! — apenas uma saudação educada, ou mesmo que transmita um benquerer independente de receber de volta um malquerer.

Jesus perguntou a Judas, seu traidor: — “Amigo, o que você veio fazer?” Então, logo os soldados se aproximaram de Jesus, agarraram-no e o prenderam. [Mt 26:50‬]

Jesus queria o mal de Judas? Não! Mas o chamou de "amigo".

A pessoa da parábola "sem o vestido de núpcias" simboliza alguém que não está preparado para as obras no reino de Cristo, podendo ser um joio em meio ao trigo.

𝑫𝒊𝒔𝒔𝒆, 𝒆𝒏𝒕ã𝒐, 𝒐 𝒓𝒆𝒊 𝒂𝒐𝒔 𝒔𝒆𝒓𝒗𝒐𝒔: 𝑨𝒎𝒂𝒓𝒓𝒂𝒊-𝒐 𝒅𝒆 𝒑é𝒔 𝒆 𝒎ã𝒐𝒔, 𝒍𝒆𝒗𝒂𝒊-𝒐, 𝒆 𝒍𝒂𝒏ç𝒂𝒊-𝒐 𝒏𝒂𝒔 𝒕𝒓𝒆𝒗𝒂𝒔 𝒆𝒙𝒕𝒆𝒓𝒊𝒐𝒓𝒆𝒔; 𝒂𝒍𝒊 𝒉𝒂𝒗𝒆𝒓á 𝒑𝒓𝒂𝒏𝒕𝒐 𝒆 𝒓𝒂𝒏𝒈𝒆𝒓 𝒅𝒆 𝒅𝒆𝒏𝒕𝒆𝒔. 𝑷𝒐𝒓𝒒𝒖𝒆 𝒎𝒖𝒊𝒕𝒐𝒔 𝒔ã𝒐 𝒄𝒉𝒂𝒎𝒂𝒅𝒐𝒔, 𝒎𝒂𝒔 𝒑𝒐𝒖𝒄𝒐𝒔 𝒆𝒔𝒄𝒐𝒍𝒉𝒊𝒅𝒐𝒔 (𝑴𝒕 22:8-14).

Muitos estão dentro da Igreja, a Noiva de Cristo. Mas quem está trajando as dignas vestes nupciais?

Senhor, que eu seja digna de trajar as vestes que o Senhor me oferece para poder participar dignamente das Bodas do Cordeiro, amém.


0 visualização
  • 7 livros
  • LinkedIn ícone social
  • 10411954_685602844810247_333669641129231921_n
  • 105877862_3304579512893603_5748729188284
  • Litwin, Edith.
  • 11060882_418988858270919_2397584092961867947_n
  • Instagram
  • Twitter Social Icon
  • YouTube Social  Icon
  • Pinterest Social Icon

© 2016 por Monica Campello. Escritora para a glória de Deus! Professora graças a Deus!