© 2016 por Monica Campello. Escritora para a glória de Deus!

  • 10411954_685602844810247_333669641129231921_n
  • 11060882_418988858270919_2397584092961867947_n
  • 12036535_1673158749594699_5900628048313839229_n
  • 4vertical
  • palavras face
  • oie_gGxu4nef26VX
  • Twitter Social Icon
  • Google+ Social Icon
  • YouTube Social  Icon
  • Pinterest Social Icon
  • Instagram Social Icon

I'm busy working on my blog posts. Watch this space!

Please reload

Tags
Destaque

Bons pensamentos em frases

January 17, 2017

O diabo vibra quando a gente tem medo e deixa de agir por falta de fé.

Deus não tem prazer quando recuamos em vez de fazer o que deve ser feito mediant...

1/2
Please reload

A BÊNÇÃO DE DEUS NÃO CESSA

26.11.2018

𝕿𝖚𝖆 𝖘𝖊𝖗𝖛𝖆 𝖓ã𝖔 𝖙𝖊𝖒 𝖓𝖆𝖉𝖆 𝖊𝖒 𝖈𝖆𝖘𝖆, 𝖘𝖊𝖓ã𝖔 𝖚𝖒𝖆 𝖇𝖔𝖙𝖎𝖏𝖆 𝖉𝖊 𝖆𝖟𝖊𝖎𝖙𝖊 (2 Rs 4:2).

 

O pouco que se tem é o suficiente

𝕹ã𝖔 𝖍á 𝖒𝖆𝖎𝖘 𝖛𝖆𝖘𝖔 𝖓𝖊𝖓𝖍𝖚𝖒. 𝕰𝖓𝖙ã𝖔, 𝖔 𝖆𝖟𝖊𝖎𝖙𝖊 𝖕𝖆𝖗𝖔𝖚 (2 Rs 4:6) para alcançar o necessário.

E é verdade que Deus nos concede o necessário para a nossa subsistência. Porém, não há limites para as bençãos de Deus serem derramadas em nossas vidas. Na verdade, é o próprio homem que impõe limites ao poder de Deus, conforme visto no versículo abaixo:

 

𝕻𝖊𝖉𝖊 𝖕𝖆𝖗𝖆 𝖙𝖎 𝖛𝖆𝖘𝖔𝖘 𝖊𝖒𝖕𝖗𝖊𝖘𝖙𝖆𝖉𝖔𝖘 𝖆 𝖙𝖔𝖉𝖔𝖘 𝖔𝖘 𝖙𝖊𝖚𝖘 𝖛𝖎𝖟𝖎𝖓𝖍𝖔𝖘, 𝖛𝖆𝖘𝖔𝖘 𝖛𝖆𝖟𝖎𝖔𝖘, 𝖓ã𝖔 𝖕𝖔𝖚𝖈𝖔𝖘 (2 Rs 4:3).

 

Não poucos!!!

“Não poucos”, disse Deus pela boca do profeta. Contudo, os filhos buscaram o que para eles já seria o suficiente. talvez tivessem se cansado de procurar ou mesmo já não tinham mais onde buscar. Mas se eles buscassem mais, receberiam mais, porque Deus assim o desejava visto que os deixou livres para apanharem quantas vasilhas quisessem.

 

A benção de Deus não cessa. Nós é que somos responsáveis pela nossa colheita. Todavia, Deus nos ajuda para que não venhamos a sermos presos de nós mesmos pela ambição além do que precisamos. Assim, 𝕯𝖊𝖚𝖘 é 𝖖𝖚𝖊𝖒 𝖊𝖋𝖊𝖙𝖚𝖆 𝖊𝖒 𝖛ó𝖘 𝖙𝖆𝖓𝖙𝖔 𝖔 𝖖𝖚𝖊𝖗𝖊𝖗 𝖈𝖔𝖒𝖔 𝖔 𝖗𝖊𝖆𝖑𝖎𝖟𝖆𝖗 (Fp 2:13). Quanto a isso, Paulo nos adverte a nos contentarmos com o que temos (1Tm 6:8).

Ou seja, deve haver um equilíbrio da parte do homem diante daquilo que Deus quer e pode lhe oferecer.

 

𝕸𝖊𝖚 𝖋𝖎𝖑𝖍𝖔, 𝖌𝖚𝖆𝖗𝖉𝖊 𝖈𝖔𝖓𝖘𝖎𝖌𝖔 𝖆 𝖘𝖊𝖓𝖘𝖆𝖙𝖊𝖟 𝖊 𝖔 𝖊𝖖𝖚𝖎𝖑í𝖇𝖗𝖎𝖔, 𝖓𝖚𝖓𝖈𝖆 𝖔𝖘 𝖕𝖊𝖗𝖈𝖆 𝖉𝖊 𝖛𝖎𝖘𝖙𝖆 (Pv 3:21).

𝕻𝖔𝖎𝖘 𝕯𝖊𝖚𝖘 𝖓ã𝖔 𝖓𝖔𝖘 𝖉𝖊𝖚 𝖊𝖘𝖕í𝖗𝖎𝖙𝖔 𝖉𝖊 𝖈𝖔𝖛𝖆𝖗𝖉𝖎𝖆, 𝖒𝖆𝖘 𝖉𝖊 𝖕𝖔𝖉𝖊𝖗, 𝖉𝖊 𝖆𝖒𝖔𝖗 𝖊 𝖉𝖊 𝖊𝖖𝖚𝖎𝖑í𝖇𝖗𝖎𝖔 (2 Tm 1:7).

𝕸𝖆𝖘 𝖔 𝖋𝖗𝖚𝖙𝖔 𝖉𝖔 𝕰𝖘𝖕í𝖗𝖎𝖙𝖔 é… 𝖉𝖔𝖒í𝖓𝖎𝖔 𝖕𝖗ó𝖕𝖗𝖎𝖔 (Gl 5.22-23).

 

 

Share on Facebook
Share on Twitter
Please reload