Da lei à graça

Jesus não desobedeceu à lei de Moisés quando tocou no defunto, filho da viúva de Naim (Lc 7:14), pois desde João Batista a lei já tinha cessado (Lc 16:16), de modo que a graça tomara lugar.

O primeiro sistema foi retirado e instituído o segundo. As coisas da lei passaram, mas ainda há pessoas que estão escravizadas pela lei. Ainda não entenderam o que significa a graça de Jesus Cristo: o seu sacrifício é definitivo. Nele há liberdade; não há legalismos farisaicos que não podem prover perdão nem salvação.

Aprendamos o que significa estar com Cristo. Só Jesus pode nos livrar das hostes do mal que se aproveitam de homens religiosos que não o seguem com um coração abnegado e, por isso mesmo, exploram a fé pura dos filhos e servos de Deus.

Destaque