© 2016 por Monica Campello. Escritora para a glória de Deus!

  • 10411954_685602844810247_333669641129231921_n
  • 11060882_418988858270919_2397584092961867947_n
  • 12036535_1673158749594699_5900628048313839229_n
  • 4vertical
  • palavras face
  • oie_gGxu4nef26VX
  • Twitter Social Icon
  • Google+ Social Icon
  • YouTube Social  Icon
  • Pinterest Social Icon
  • Instagram Social Icon

I'm busy working on my blog posts. Watch this space!

Please reload

Tags
Destaque

Bons pensamentos em frases

January 17, 2017

O diabo vibra quando a gente tem medo e deixa de agir por falta de fé.

Deus não tem prazer quando recuamos em vez de fazer o que deve ser feito mediant...

1/2
Please reload

PUREZA VS. MUNDANÍCIE

MUNDANÍCIE* — imundície da mundanidade, em contraste com a pureza das coisas.

 

CONHECER A VERDADE: A verdade que liberta traz a salvação que Deus quer para todos, pois não faz acepção de pessoas; desde que sejam fiéis para com ele, que o temam e o adorem em espírito e em verdade, Deus lhes estende a salvação. A verdade é Jesus.

 

IMITADOR: Há imitadores como o apóstolo Paulo, há falsos imitadores do apóstolo Paulo e há imitadores das coisas de Deus para proveito próprio e engano de incautos. Por isso, é mister o crente que é digno de ser chamado pelo nome de Cristo manifestar sabedoria e discernimento espiritual ao lidar com pessoas que se dizem ser de Deus e não são.

 

O verdadeiro imitador de Cristo age com pureza perceptível porque age conforme a palavra de Deus, não deixando rastro de dúvidas de que o serve com fidelidade e modo santo de viver (Hb 13:7).

 

Contudo, diferentemente desse, o falso imitador do apóstolo Paulo pretende imitá-lo no título, apresentando-se como apóstolo, mas de apóstolo não tem nada: não tem comunhão com Deus, não tem dedicação sincera no serviço, não tem unção, não tem consagração, não tem leitura bíblica diária, não tem observância dos mandamentos divinos; enfim, não tem nada do que um digno servo do Senhor deveria ter.

 

Ele possui tão somente aparência e autoridade autoritária porquanto caracterizada pelo medo ao invés de respeito, pois impõe "terror por todos os lados", como Pasur, o falso profeta que lutava contra Deus, pois iludia o povo com suas mentiras, pelas quais se deixavam engodar ao lhes dar preferência em detrimento da verdade revelada pelo profeta verdadeiro, Jeremias — o povo queria o ego massageado, o caminho mais fácil, o das vantagens e atalhos. O que um povo assim tão obstinado pode esperar receber de Deus se não houver uma transformação espiritual, de vida, de comportamento?

 

HOMENS DEDICADOS A DEUS: Homens que oram ao Senhor todos os dias não por obrigação, mas pela necessidade diária da presença do Santo em suas vidas para que possam ser santos irrepreensíveis e agradáveis aos olhos de Deus; santos para Deus e não para aparecer para os outros ou para mostrar serviço! Homens que levantam mãos santas e não buscam disputas e dissenções tampouco os primeiros lugares nos templos. Homens temente e fiéis a Deus não se deixam corromper pelas "mundanícies" (*Neologismo criado por Monica Campello para se referir à "imundície da mundanidade" — a mundanidade por si só já é má, imagine imunda!!!) à sua volta.

 

HOMENS USURPADORES DE DEUS: Se há desvios da doutrina de Deus mediante interpretações tendenciosas de suas palavras — distorcendo o texto escriturístico pela desculpa das contextualidades culturais, regionais, temporais —, não existe o emprego devido da mensagem bíblica; não existe compromisso com a verdade do Evangelho.

 

CONCERTO DE DEUS COM SEUS SANTOS: Os santos do Senhor são conhecidos por ele; não precisam de adulações, troféus, aplausos, pois o seu verdadeiro desejo é fazer a vontade de Deus em todos os sentidos, todos! Ou seja, não somente naquilo que lhe agrada, mas acima de tudo ao que agrada a Deus, pois, no final, ele acabará entendendo que isso é bom para ele.

Os mandamentos de Deus não são para tirar coisas boas de ninguém, mas para mostrar quais são as coisas boas de fato, i.e., os mandamentos de Deus livram do engano que, de modo passageiro, satisfaz a alma, mas no final destrói o espírito. Deus não faz aliança com pessoas que se preocupam com seus ventres — interesses, impiedades, bajulações; esses não temem a Deus, mas tremem diante dele. A permanência da benignidade de Deus e seu concerto de paz é para os seus fiéis de quem ele se compadece e manifesta a sua misericórdia.

 

Textos de referência: 1 Tm 2:4-8; 1 Co 11:1; Rm 16:17,18; Is 54:10.

 

“Ele quer que todos sejam salvos e venham a conhecer a verdade. Pois existe um só Deus e uma só pessoa que une Deus com os seres humanos — o ser humano Cristo Jesus, que deu a sua vida para que todos fiquem livres dos seus pecados. Esta foi a prova, dada no tempo certo, de que Deus quer que todos sejam salvos. E eu fui escolhido como apóstolo e mestre dos não judeus para anunciar a mensagem da fé e da verdade. Eu não estou mentindo; estou dizendo a verdade. Quero que em todos os lugares os homens orem, homens dedicados a Deus; e que, ao orarem, eles levantem as mãos, sem ódio e sem brigas" (‭‭1Tm‬ ‭2:4-8).‬

“Sede meus imitadores, como também eu, de Cristo" (‭1 Co‬ ‭11:1‬).

 

“E rogo-vos, irmãos, que noteis os que promovem dissensões e escândalos contra a doutrina que aprendestes; desviai-vos deles. Porque os tais não servem a nosso Senhor Jesus Cristo, mas ao seu ventre; e, com suaves palavras e lisonjas, enganam o coração dos símplices" (‭Rm‬ ‭16:17-18).‬

 

“Porque as montanhas se desviarão e os outeiros tremerão; mas a minha benignidade não se desviará de ti, e o concerto da minha paz não mudará, diz o Senhor, que se compadece de ti” (Is‬ ‭54:10).‬

 

Share on Facebook
Share on Twitter
Please reload