© 2016 por Monica Campello. Escritora para a glória de Deus!

  • 10411954_685602844810247_333669641129231921_n
  • 11060882_418988858270919_2397584092961867947_n
  • 12036535_1673158749594699_5900628048313839229_n
  • 4vertical
  • palavras face
  • oie_gGxu4nef26VX
  • Twitter Social Icon
  • Google+ Social Icon
  • YouTube Social  Icon
  • Pinterest Social Icon
  • Instagram Social Icon

I'm busy working on my blog posts. Watch this space!

Please reload

Tags
Destaque

Bons pensamentos em frases

January 17, 2017

O diabo vibra quando a gente tem medo e deixa de agir por falta de fé.

Deus não tem prazer quando recuamos em vez de fazer o que deve ser feito mediant...

1/2
Please reload

Dignidade para servir!

“A maravilha perene é que o Senhor, o único verdadeiramente santo, procure seres humanos para seu serviço, sendo que mesmo os homens que são isentos de defeitos físicos trazem as manchas e marcas do pecado nas suas vidas interiores como filhos de Adão” (Shedd).

 

Diante dessas palavras, como explicar que uma pessoa, por alegação negligente de outrem, não serve para servir na Igreja? Por que tal discriminação contra um servo fiel que não é diferente de outros pecadores por outros pecados? Pecadores podem recriminar pecadores?! Não estão todos debaixo do juízo de Deus? Quem é quem para julgar alguém em juízo condenatório e excludente?

 

Baseiam-se, portanto, erroneamente na própria palavra escriturística, buscando interpretar textos do AT à parte do NT tendenciosa e maliciosamente pela intenção de ver um irmão idôneo pelas costas. Deus está vendo!

 

Os sacerdotes do referido texto deveriam representar o homem restaurado à imagem de Deus; dessa forma, tinham de demonstrar a santidade de Deus em seu caráter e em seus corpos, por isso sacerdotes com certos defeitos físicos estavam proibidos de oferecer sacrifícios mas poderiam participar da partida dos direitos sacerdotais. (Genebra)

 

Quantos podem, de fato, demonstrar essa santidade a ponto de cobrá-la dos outros soberbamente como se não tivessem defeito algum?

 

Essa situação em Levítico servia como um modelo inicial para o que viria a ser perene em todo o ministério na casa de Deus desde Gênesis até Apocalipse, ou seja, ninguém deve envergonhar o nome de Deus devido a uma má reputação diante dos homens; a pessoa que serve a Deus deve cuidar para não profanar o nome de Deus por qualquer pecado que seja para evitar escândalos visto que é sabido tratar-se de um cristão.

 

Muitos desrespeitam a Deus por suas próprias ações e isso pode acontecer com qualquer pessoa que serve a Deus em qualquer ministério. Desde que se encontra na igreja com uma missão, deve ter o cuidado assim como todos os irmãos de terem uma vida aprovada por Deus, livres da escravidão do pecado. Sabendo que Jesus é poderoso para o libertar de qualquer tentação. Eis a devida interpretação. Dois textos em destaque.

O que dizer de um sacerdote, pastor, que por suas más ações e palavras contribui para o afastamento de um irmão? Esse pastor acabou de cometer um pecado e, portanto, acabou de demonstrar que possui um defeito.

 

Isso seria motivo para ser julgado inapto para servir a Deus ou ele deveria procurar Deus para se corrigir de seu erro? O mesmo que serve para um irmão, serve para outro no Reino de Deus, pois todos são iguais perante o Senhor.

 

Todos devem ter uma dignidade para servir a Deus em seu reino. Ninguém está acima de ninguém, mas Deus está acima de todos. Precisamos entender a palavra de Deus em seu contexto, considerando o antigo e o novo testamento, de modo que saibamos sua devida aplicação.

 

A situação em destaque no livro de Levítico serve para aplicação em sentido prático como modelo para todos.

1 Coríntios 12:18-31

Assim Deus colocou cada parte diferente do corpo conforme ele quis. Se o corpo todo fosse uma parte só, não existiria corpo. De fato, existem muitas partes, mas um só corpo.


Portanto, o olho não pode dizer para a mão: “Eu não preciso de você.” E a cabeça não pode dizer para os pés: “Não preciso de vocês.” O fato é que as partes do corpo que parecem ser as mais fracas são as mais necessárias, e aquelas que achamos menos honrosas são as que tratamos com mais honra. E as partes que parecem ser feias recebem um cuidado especial, que as outras mais bonitas não precisam. Foi assim que Deus fez o corpo, dando mais honra às partes menos honrosas. Desse modo não existe divisão no corpo, mas todas as suas partes têm o mesmo interesse umas pelas outras. Se uma parte do corpo sofre, todas as outras sofrem com ela. Se uma é elogiada, todas as outras se alegram com ela.


Pois bem, vocês são o corpo de Cristo, e cada um é uma parte desse corpo. Na Igreja, Deus pôs tudo no lugar certo: em primeiro lugar, os apóstolos; em segundo, os profetas; e, em terceiro, os mestres. Em seguida pôs os que fazem milagres; depois os que têm o dom de curar, ou de ajudar, ou de liderar, ou de falar em línguas estranhas. Nem todos são apóstolos, ou profetas, ou mestres. Nem todos têm o dom de fazer milagres, nem de curar doenças, nem de falar em línguas estranhas, nem de explicar o que essas línguas querem dizer. Por isso se esforcem para ter os melhores dons.


Porém eu vou mostrar a vocês o caminho que é o melhor de todos.

Comparando com Levítico 21:21-24:

Nenhum descendente do sacerdote Arão que tiver algum defeito poderá me apresentar as ofertas de alimento; se ele for defeituoso, estará proibido de oferecer o meu alimento. Esse homem poderá comer dessas ofertas, tanto as que são sagradas como as que são muito sagradas; mas ele não poderá chegar perto da cortina do Lugar Santíssimo, nem chegar perto do altar, pois tem um defeito e tornaria impuras essas duas coisas. Eu sou o Senhor, e eu as dediquei a mim.


Foi isso o que Moisés disse a Arão, aos filhos de Arão e a todo o povo de Israel.

 

 

Share on Facebook
Share on Twitter
Please reload