Jesus e eu descalços!


Ninguém melhor do que duas pessoas para me ajudar: Jesus e eu mesma.

Mas enquanto eu me mantiver no salto alto, preocupando-me em manter as aparências, em me mostrar para os outros, em vez de mostrar para Deus o meu sofrimento, não vou conseguir vencer minhas dificuldades quaisquer que sejam: sociais, profissionais, culturais, familiares, conjugais, emocionais...

Eu tenho todo o direito de não expor os meus problemas a ninguém, mas tenho a obrigação de lutar pelo meu bem viver muito mais do que mostrar um bem viver inexistente. Questão de valores!

Destaque