Ninguém sabe tudo!

A onda do momento é meter o malho nos estudantes, corrigir os que estão cometendo erros de língua portuguesa ou os que não sabem respostas sobre determinados temas.

Na verdade, isso tem um viés político contaminado pela falta de bom senso haja vista os próprios que criticam também compartilharem da falta de conhecimento em outros assuntos, pois ninguém sabe tudo; logo, ninguém pode desdenhar deninguém.

O que de fato importa não são mais as querelas partidaristas porque isso não vai resolver o problema da nação. Quem permanece nesse estado está tão doente culturalmente quanto os pobres alunos coitados que são, na realidade, o reflexo da política nacional que abrange todos os partidos e seus políticos em sentido global, atingindo justamente a educação brasileira. Essa, sim, precisa da atenção de todos.

Parem com isso! Isso não é bonito. É um reflexo de degradação moral. Não devemos dar asas ou alimentar o ódio cultural.

Conheço professores, médicos, advogados, jornalistas, etc., cujas “escorregadinhas” no Português não os desqualificam como excelentes profissionais que são.

Sinto-me muito à vontade para me manifestar visto que sou professora de Português ou de Língua Portuguesa, como queiram, e nem por isso vivo corrigindo quem comete erros concernentes a essa esfera. Tudo tem lugar e hora certa para acontecer. Se é para corrigir, que saibamos usar as oportunidades.

Aliás, há momentos em que considero uma diversão escrever errado. No entanto, já para fazer isso, é preciso saber fazer; caso contrário, perde a graça.


Destaque
  • 7 livros
  • LinkedIn ícone social
  • 10411954_685602844810247_333669641129231921_n
  • 105877862_3304579512893603_5748729188284
  • Litwin, Edith.
  • 11060882_418988858270919_2397584092961867947_n
  • Instagram
  • Twitter Social Icon
  • YouTube Social  Icon
  • Pinterest Social Icon

© 2016 por Monica Campello. Escritora para a glória de Deus! Professora graças a Deus!