top of page

Ser santo é difícil, mas é possível para quem está com Deus!


Religião como manto de cobiça

Santuário de Deus: a pessoa que serve a Deus com integridade de coração.

Você será próspero se exercitar a religião se contentando com aquilo que tem. Isto significa servir a Deus sem o interesse de lucrar financeiramente através dela.

Servir-se da religião com o objetivo principal de conquistar riquezas materiais e grandes somas em dinheiro não significa prosperidade, mas riqueza material. Próspero é todo aquele que, antes de tudo, é rico para com Deus, desejando cumprir o Ide (Mt 28:19) pela salvação e libertação das almas pelo mundo, sabendo que as demais coisas das quais necessita Deus lhe acrescentará (Mt 6:33).

Servir a Deus é ganho, é lucro, é riqueza, é contentamento, é prosperidade, quando o servo se contenta com o que tem e não se deixa levar por interesses mesquinhos.

Contentar-se com o que tem já é um grande ganho. O termo “contentamento” significa “suficiência” no grego (2 Co 9:8). O Senhor sempre supre a necessidade do seu povo, fornecendo-lhe o que lhe é necessário que abrange a suficiência que satisfaz (2 Rs 4:1-7); que se exercita na piedade, i.e., na religião que é praticada por amor a Deus, à sua palavra e pela esperança da salvação eterna que não condiz com os vis interesses financeiramente lucrativos da vida terrena.

Deus fala em sua palavra para nos afastarmos daqueles (mesmo cristãos) que pensam que a religião seja causa de ganho quando, na verdade, a religião é grande ganho quando praticada sem interesses que divergem do seu objetivo principal:

“julgando que a piedade é um mero interesse. A piedade, com o contentamento, é grande lucro,”

‭‭1Timóteo‬ ‭6‬:‭5‬b-‭6‬ ‭TB‬‬

“Elas pensam que servir a Deus é um meio de ficar rico. De fato, servir a Deus faz com que uma pessoa fique rica, se ela estiver feliz com aquilo que tem.”

‭‭1 Timóteo‬ ‭6‬:‭5‬b-‭6‬ ‭VFL‬‬

“pois elas pensam que podem lucrar financeiramente com a religião. De fato, a religião é uma grande fonte de lucro, mas só se a pessoa se contenta com o que tem.”

‭‭1 Timóteo‬ ‭6‬:‭5‬b-‭6‬ ‭BLT‬‬

“Eles pensam que a religião é um negócio. De facto, a religião pode até ser uma forma de enriquecimento se for praticada sem motivos interesseiros.”

‭‭1 TIMÓTEO‬ ‭6‬:‭5‬b-‭6‬ ‭BPTEX‬‬

“Para eles o evangelho é simplesmente um meio de ganhar dinheiro. Afaste-se deles. Você será verdadeiramente próspero se exercer a piedade com contentamento.”

‭‭1 Timóteo‬ ‭6‬:‭5‬b-‭6‬ ‭NBV-P‬‬

Observemos os dois versículos a seguir:

“Nunca deixem de socorrer os seus parentes” ou “Não se escondam da sua própria família quando eles procurarem pela ajuda de vocês” (Is 58‬:‭7).

“Para eles o evangelho é simplesmente um meio de ganhar dinheiro. Afaste-se deles” (1 Tm‬ ‭6‬:‭5‬b-‭6‬).

É preciso compreender que a palavra de Deus é como uma espada de dois gumes (Hb 4:12). Ela se aplica diferentemente em cada situação.

A palavra de Deus não deve ser como uma arma usada por uma pessoa para lutar contra outra; não se usam versículos bíblicos visando benefício próprio ou ameaça a outros que não correspondem àquilo que se espera.

Uma pessoa deve ajudar o irmão necessitado — seja parente, amigo — sem deixar de ponderar sobre as suas condições de o fazer (Is 58:7), através da prudência. Porém, se esse irmão pensa que o seu próximo deve ajudá-lo de qualquer forma, sem levar em consideração as próprias condições, podendo até se prejudicar financeiramente, por exemplo, ele não está sendo um cristão digno do Senhor, mas uma pessoa que usa a palavra de Deus para garantir favorecimentos. Deus fala para nos afastarmos dessa pessoa. (1 Tm 6:5b,6).

Uma pessoa próspera é aquela que pratica uma religião se contentando com o que tem, quando ela exerce a piedade se contentando com o que tem, quando ela serve a Deus se contentando com o que tem. Ou seja, serve a Deus, pratica uma religião, exerce a piedade, tudo livre de interesses financeiros que acabam corrompendo a sua mente e o seu espírito em detrimento da obra de Deus.

A obra de Deus não deve ser feita por interesse financeiro, mas pelo interesse de proclamar o Evangelho, de levar a palavra de Deus a todos os necessitados, para que possam receber a salvação do Senhor. 

• O pontapé inicial dos ganhos através da obra de Deus foi dado com base no interesse financeiro, sobre o quanto ia lucrar, ou os ganhos aconteceram e continuam acontecendo naturalmente devido ao trabalho realizado?

• As fontes de lucro são o objetivo principal de um líder de determinada igreja?

Uma pessoa sabe como está fazendo a obra no Reino de Deus e Deus também o sabe. Deus conhece e sonda nossos corações e intenções. (Jr 17:10).

“Há sempre uma maneira ou outra de justificarmos nossas ações, mas o Senhor conhece os pensamentos e as intenções” (Pv‬ ‭21‬:‭2‬).

Comentários


Destaque
bottom of page