© 2016 por Monica Campello. Escritora para a glória de Deus!

  • 10411954_685602844810247_333669641129231921_n
  • 11060882_418988858270919_2397584092961867947_n
  • 12036535_1673158749594699_5900628048313839229_n
  • 4vertical
  • palavras face
  • oie_gGxu4nef26VX
  • Twitter Social Icon
  • Google+ Social Icon
  • YouTube Social  Icon
  • Pinterest Social Icon
  • Instagram Social Icon

Aprendendo a orar

 

Devido ao desespero, erramos pela ignorância ao orarmos erradamente. No desespero, não temos sabedoria para pedir, e pedimos errado. Depois disso, temos de assumir as consequências do erro. Mas um dia o Espírito Santo nos ensina a orar. Aí, orarmos corretamente: Senhor, o tempo passou e até hoje pago pelo erro de ter orado de forma indevida, mas hoje aprendo de ti que minha oração deve ser baseada no teu poder e não no meu desespero, pois quem desespera não espera, mas eu tenho aprendido que devo esperar em ti pelas minhas vitórias. Assim, aprendo que devo orar ao Senhor pelos meus sonhos e desejos, colocando-os inteiramente em tuas mãos e confiando que acontecerá exatamente conforme a tua vontade. A minha parte é orar, confiar e esperar. Independentemente do tempo, da circunstância, ou de qualquer outro possível impedimento, creio que para o Senhor nada é impossível. Portanto, se o Senhor quiser, acontecerá, e se o Senhor não quiser, não acontecerá. Assim, seja feita a tua vontade que pode estar de acordo com a minha ou não. Isso só o Senhor sabe. E o que eu sei é que o Senhor está com os ouvidos atentos à minha oração, e por isso devo continuar orando e pedindo; devo permanecer na minha fé, pois isso é agradável ao Senhor – a minha fé que crê no impossível e vê o que não existe porque vem de ti. Logo, se eu desistir dela, será o mesmo que estar jogando fora um presente que o Senhor me deu. 
Às vezes, agimos na incredulidade pelo fato de não fazermos o que deveríamos. Uma oração de fé pode ser um exercício diário de credulidade. Agindo assim, já não estamos deixando de fazer o que nos compete; devemos fazer tudo aquilo que está ao nosso alcance. Se alcançar um objetivo independe do nosso poder de ação, oremos, pois o Senhor tudo pode, e se ele quiser o fará ou não – a vontade dele é soberana e perfeita; só ele sabe o que é o melhor para nós. O mais importante de tudo isso é continuarmos na fé de que ele é Deus, poderoso para fazer ou não fazer o que lhe apraz, independentemente de quaisquer circunstâncias.

Um dia eu orei assim: “Deus, tira isso de mim; não precisa me dar isso nunca mais, mas tira isso de mim”. Respondi pelo meu erro por ignorância. Hoje o Espírito Santo me ensinou a orar, fazendo-me recordar dos dias passados em que orei erradamente, e me trouxe o entendimento de que não devo me deixar levar pelo desespero, mas os perigos envolvidos devem ser entregues nas mãos daquele que é poderoso para dar a solução perfeita para os nossos problemas.

Então, a oração certa seria assim: “Deus, isso pode me trazer problemas, mas sei que seria algo muito bom. Estou desesperada, não sei o que fazer. Gostaria de poder continuar com isso, mas o medo, a apreensão, assustam-me de tal modo que penso ser melhor não ter mais isso, mas eu não sei o que é o melhor para mim: se continuar e enfrentar as situações com a esperança de que tudo dará certo no final ou se desistir e dar cabo disso, mas não pedirei ao Senhor para me impedir de ter esta bênção no futuro quando eu estiver plenamente capacitada para dela desfrutar. Seja feita a tua vontade, Senhor. Proteja-me e ajude-me, Senhor, a fazer o que é correto e aprovado por ti, ou seja, orar e esperar pelo teu mover em meu favor, seja sim ou não, pois só o Senhor sabe o que é o melhor para mim, pois nem eu mesma o sei, amém”.

Esta foi a minha oração de hoje: “Senhor, o tempo já passou, já não há mais tempo para isto, já é tarde demais”, mas, de repente, senti o toque do Espírito Santo e sei que foi ele porque logo meu entendimento chegou à minha mente, dizendo: “Não, não cometa este erro de novo; mude esta oração. Ore assim: “Senhor, eu oraria novamente como no passado, mas entendo de ti que se o fizer novamente, estarei confessando a minha falta de fé outra vez, mas hoje eu te conheço, não como antes, com ignorância e movida pelo medo, mas com entendimento e movida pela fé. Assim, vou orar como deveria tê-lo feito no passado. E orei como deveria.

Obrigada, Senhor, por aquele dia, pois foi por causa dele que aprendi o que sei hoje, e poder transmitir este ensinamento a outros para que não venham a cometer os mesmos erros, mas para que, sabendo deles, venham a fazer diferente, isto é, fazer o que é devido e agradável a Deus. 

Obrigada, Espírito Santo, por me ensinar a orar como devo, e assim livrar-me do erro por ignorância, e fazer aquilo que agrada ao Senhor.

https://www.facebook.com/monicacampello.aprendendodeDeus/posts/1630545333682202

 

CRESCENDO, AMADURECENDO E VENCENDO!

 

Sede todos sujeitos uns aos outros, e revesti-vos de humildade, porque Deus resiste aos soberbos, mas dá graça aos humildes.

Humilhai-vos, pois, debaixo da potente mão de Deus, para que a seu tempo vos exalte;

Lançando sobre ele toda a vossa ansiedade, porque ele tem cuidado de vós.

Sede sóbrios; vigiai; porque o diabo, vosso adversário, anda em derredor, bramando como leão, buscando a quem possa tragar;

Ao qual resisti firmes na fé, sabendo que as mesmas aflições se cumprem entre os vossos irmãos no mundo.

E o Deus de toda a graça, que em Cristo Jesus nos chamou à sua eterna glória, depois de havemos padecido um pouco, ele mesmo vos aperfeiçoe, confirme, fortifique e estabeleça.

A ele seja a glória e o poderio para todo o sempre. Amém.

Por Silvano, vosso fiel irmão, como cuido, escrevi brevemente, exortando e testificando que esta é a verdadeira graça de Deus, na qual estais firmes.

A vossa co-eleita em babilônia vos saúda, e meu filho Marcos.

Saudai-vos uns aos outros com ósculo de amor. Paz seja com todos vós que estais em Cristo Jesus. Amém.

1 Pedro 5:5-14

 

Vigiar, para que os males que vêm ocorrendo em nossas vidas há tanto tempo não nos afastem do Senhor; que nenhuma aflição, nenhuma angústia, nada, seja o que for, nos afaste do Senhor, jamais.

 

Devemos permanecer firmes na fé independentemente do que aconteça, independentemente das circusntâncias, orando pela libertação e salvação dos fracos, assim como por nós mesmos.

 

E aquilo que passou, passou, já passou; o dia de ontem deve ser um nada em nossas memórias (Sl 90:4), deve ser um algo irrecuperável, isto é, deve ser mesmo algo que não se tenha como recuperar porque para nada nos servirá; não devemos ficar remoendo dores passadas, mas olhar para a frente, para um belo futuro que nos aguarda pela ordem de Deus. Devemos esquecer o dia de ontem. Devemos esperar o agir de Deus que logo virá e não tardará (Hc 2:3).

 

As más lembranças de ontem devem permanecer lá no ontem que já não significa nada, de modo que não venham a prejudicar as promessas que temos de Deus para o nosso futuro - ontem é passado; portanto, não se encaixa no futuro, um futuro glorioso e de paz, Shalom, a paz de Deus que excede todo o entendimento (Fp 4:7). As promessas de Deus para o nosso futuro chegarão na hora certa.

 

O Senhor tem usado e permitido coisas (caldeus - Hc 1,2) para nos corrigir. É tudo para nossa correção: fortalecimento na fé para obediência total ao Senhor. Tudo é para o nosso crescimento e amadurecimento espiritual. O mau pode se converter em bom, e o mal em bem: igrejas nasceram em Babilônia (1 Pe 5:13). E qualquer que seja a situação, devemos ser firmes e manter a autoridade de Jesus. Tratar com firmeza quem nos trata com desprezo ou maldade ou malícia, seja o mal que for, sendo gentis sem sermos otários ou bobos ou capachos.

 

Fé, obediência e esperança resultam em paz.

Fé, obediência e vigilância para não retroceder.

Deus sempre nos lembra de sua promessa que se cumprirá (Gn !5:6) para que não venhamos a desistir, pois ela já se encontra na iminência de acontecer.

 

O Senhor é poderoso para frustrar todo plano do inimigo contra nós, independentemente de quem procedam (Jó 12:17,18). O Senhor é conosco (Sl 46:7; Mt 1:23).

 

DA HUMILDADE À PROSPERIDADE

Mais do que sacrifícios, Deus quer que a gente seja humilde diante dele, livre da arrogância, da soberba, do orgulho. Se Ele nos manda fazer algo, mesmo que isso mexa com os nossos brios, com o nosso orgulho, que possamos ter a humildade de lhe obedecer e lhe fazer a vontade para que não caiamos em pecado contra Deus, o pecado da arrogância. Se Deus nos manda pedir, que peçamos; se nos manda dizer, que digamos; se nos manda ouvir, que ouçamos. Seja o que for que Deus nos mandar fazer, que o façamos em obediência e livres da presunção de achar que isso vai nos humilhar, mas, antes, que saibamos que isso vai nos tornar agradáveis aos olhos de Deus que espera de nós a humildade e a libertação da arrogância, do orgulho e seus afins.

Samuel, porém, respondeu: "Acaso tem o Senhor tanto prazer em holocaustos e em sacrifícios quanto em que se obedeça à sua palavra? A obediência é melhor do que o sacrifício, e a submissão é melhor do que a gordura de carneiros.
Pois a rebeldia é como o pecado da feitiçaria, e a arrogância como o mal da idolatria. Assim como você rejeitou a palavra do Senhor, ele o rejeitou como rei". 1 Samuel 15:22,23

Que sejamos obedientes ao Senhor para que não sejamos rejeitados por Ele.

 

A ORDEM DOS FATORES ALTERA O PRODUTO OU NÃO?

A forma não altera a tua fé: isso é coisa de homem. Você sabe que Deus é Deus, e isso é o que importa.

 

Sintamo-nos à vontade para escrever sobre Deus quando o fazemos com um coração contrito e sincero diante dele, pois é para essas atitudes que Deus atenta. Deus não está preocupado com formas, mas com VOCÊ. De que adianta a FORMA se não há o CONTEÚDO verdadeiro?

"ele" ou "Ele" não o fará deixar de ser Deus ou o fará ser Deus.

Na Matemática, a ordem dos fatores não altera o produto: 2x4=6; 4x2=6.

Na Língua Portuguesa, a ordem dos fatores altera o produto:
"Maria, naquele salto, é uma FALSA alta". 
"Maria, naquele salto, é uma alta FALSA.
Na primeira frase, Maria parece alta, mas não é; na segunda, Maria é tanto alta quanto falsa.

Na Matemática ou na Língua de Deus, não é a ordem dos fatores que altera ou deixa de alterar o produto. Neste caso, o que de fato altera o produto é a ordem do coração diante de Deus: se Deus não estiver à frente de sua vida, mas estiver atrás, você certamente vacilará (Sl 16:8).

A verdadeira preocupação não recai sobre a questão da forma, da ordem das coisas, mas do LUGAR que Deus ocupa no seu coração, pois, muitas vezes, atribui-se a Deus pronomes correspondentes com letras maiúsculas, mas o coração é minúsculo diante dele.

Não tem de se ter FORMA para agradar homens; tem-se de ter FÉ e ADORAÇÃO VERDADEIRA para agradar a Deus.

Quando e por que as pessoas se afastam e damos graças a Deus

 

"E disse o Senhor a Abrão, depois que Ló se apartou dele: Levanta agora os teus olhos, e olha desde o lugar onde estás, para o lado do norte, e do sul, e do oriente, e do ocidente; porque toda esta terra que vês, te hei de dar a ti, e à tua descendência, para sempre" (Gn 13:14,15).

 

Do momento em que se recebe de Deus a promessa até o seu cumprimento muitas coisas acontecem para que este cumprimento seja levado a cabo, e precisamos estar preparados para os acontecimentos que fazem parte do plano de Deus para nossas vidas e para o cumprimento de suas promessas a nós. É preciso regar a fé pelo poder e pela palavra do Onipotente Deus (Sl 91:1), autossuficiente eternamente capaz de ser tudo o que o seu povo precisa; o seu povo precisa dele, do Senhor Todo-poderoso para suprir todas as suas necessidades que homem algum pode fazer em seu lugar. O homem precisa aprender a depender de Deus e não de homens; daí, algumas separações que muitos não compreendem por ora, mas na hora certa, Deus os faz compreender tudo, e nesta compreensão dão graças a Deus por tudo, pois tudo coopera para o seu bem: "E sabemos que todas as coisas contribuem juntamente para o bem daqueles que amam a Deus, daqueles que são chamados segundo o seu propósito" (Rm 8:28).


=============================================
"Aparta-te de mim; e se escolheres a esquerda, irei para a direita; e se a direita escolheres, eu irei para a esquerda" (Gn 13:9).

É Deus quem está em tudo isso, providenciando para que certas separações aconteçam como consequência de contendas que ocorrem não diretamente com os atores principais de uma amizade, mas com os que se aproximam deles. Daí surgem contendas quase inexplicáveis, gratuitas, sem muita razão de ser e simples de se resolverem, mas a coisa toma uma proporção tão gigantesca devido à ignorância humana que o único jeito é uma das partes não aceitar certas palavras pela incapacidade de compreender e acabar se afastando. Pronto! Isso é o que tinha de acontecer para que a bênção pudesse chegar. E a parte que receberá a promessa ainda oferece a outra a oportunidade de escolher que direção seguir, colocando-se à disposição para aceitar a sua decisão, respeitando o seu arbítrio.
==============================================
"E apareceu o Senhor a Abrão, e disse: À tua descendência darei esta terra. E edificou ali um altar ao Senhor, que lhe aparecera" (Gn 12:7). 

Permaneçamos firmes na esperança do cumprimento da promessa de Deus. As coisas acontecem para nos desviar desta fé, como o tudo o que nops tiraria do caminho onde elas devem se realizar - o casamento, por exemplo. Às vezes, uma traição conjugal acontece para desviar o casal da promessa que Deus tem para ambos juntos, e não separados; então, Deus chega nesta relação, separando, sim, deles pessoas que os atrapalhariam pelo fato de estarem perto não acreditando que poderiam receber as promessas de Deus, e essa falta de fé se infiltrando na relação deles tem de ser extirpada para que não venha a ser um obstáculo ao casal; por isso, que às vezes não entendemos porque Deus separa de nós certas pessoas, e acabamos ficando magoados, entristecidos, ofendidos, sem entender o porquê das coisas acontecerem desse modo, mas quando o Senhor nos revela a sua vontade, aí entendemos tudo e nos tornamos capazes de compreender, perdoar e assim alcançar a libertação necessária. É Deus quem está em tudo isso, providenciando para que certas separações aconteçam como consequência de contendas que ocorrem não diretamente com os atores principais de uma amizade, mas com os que se aproximam deles. Daí surgem contendas quase inexplicáveis, gratuitas, sem muita razão de ser e simples de se resolverem, mas a coisa toma uma proporção tão gigantesca devido à ignorância humana que o único jeito é uma das partes não aceitar certas palavras pela incapacidade de compreender e acabar se afastando. Pronto! Isso é o que tinha de acontecer para que a bênção pudesse chegar. Amém.

OFERECIDO SEM SER QUERIDO

 

Se nunca te respeitaram, é porque você nunca se deu ao respeito.

 

É preciso ter autoridade nas palavras e ações; não deixar que ninguém fique te ensinando o que deve ou não deve fazer, como deve ser, etc. Você já é adulto o suficiente para ficar ouvindo admoestações de pessoas menos experientes que você, ou pessoas que não sabem ao certo o que você vive, ou ainda pessoas que não conhecem as tuas experiências, dores, angústias, decepções, a fundo, mas só o conhecem superficialmente porque não estão na tua pele.

 

Chega! Após tantas experiências amargas e tanto desprezo e rejeição por não reconhecerem teu valor, agora assuma-se como uma nova pessoa: forte, destemida, com autoridade nas palavras, sem medo de responder à altura, de modo que agora para falarem com você terão de medir as palavras; você não mais dará margens para que te tratem como se você fosse uma pessoa diminuída, sem valor, que falam o que querem na tua cara e você fica sem resposta.

 

Não seja mais aquela pessoa "boazinha" que todo mundo monta em cima e faz de gato e sapato, e depois te despreza, te humilha, após ter recebido de você uma grande ajuda, a qual nunca valorizaram; aliás, nunca te pediram, não é mesmo?

 

Aprenda: aquele que despreza uma pessoa por não dar valor aos seus feitos é o primeiro a chamá-la de "boazinha" como forma de agradá-la pelo que fez, como forma de massagear o ego dela, como se fosse somente disso que ela estivesse precisando, mas continuará sendo ingrato porque não quer ter a obrigação de lhe retribuir o favor. Ou seja, não há o reconhecimento pelo bem que a "boazinha" fez, não apenas no sentido material, mas principalmente pelo esforço empenhado, pela dedicação espontânea e desinteressada, apenas pelo prazer de vê-lo tranquilo quanto àquilo que a motivou a querer oferecer ajuda.

 

Isso lembra a velha frase: "Oferecido sem ser querido".

 

"Mas eu lhes digo: não se vinguem dos que fazem mal a vocês. Se alguém lhe der um tapa na cara, vire o outro lado para ele bater também" (Mt 5:39).

 

Tudo isso é um aprendizado humano e social, e acima de tudo por você ser um cristão! Dar a outra face não é abaixar a cabeça para que outros a esmaguem; antes, é ser superior, não se igualando às más ações dos outros. Se te fizeram mal, seja superior; não pague com a mesma moeda, mas dê a volta por cima não se sujeitando aos seus caprichos, não se oferecendo de novo para de novo te desprezarem, pois toda vez que você se oferece sem ser requisitado, não te valorizam, mas pensam que você se oferece porque ninguém te pede, porque ninguém te quer; então, você se oferece porque quer estar perto dos que te querem longe. É por isso que te fazem mal, porque você mesmo não se dá o devido valor, e não percebe o desvalor que te dão.

"E, entrando no templo, começou a expulsar todos os que nele vendiam e compravam, dizendo-lhes: Está escrito: A minha casa é casa de oração; mas vós fizestes dela covil de salteadores" (Lc 19:45,46).

 

O Senhor da casa não é reconhecido. Jesus está no templo que pertence a ele! Ele os expulsa, mostrando sua autoridade.

O mesmo acontece com o ser humano que é visto de fora para dentro pelos outros que não conhecem a sua vida completa e perfeitamente, como se não reconhecessem que ele é o dono do próprio corpo e da própria alma e do próprio espírito como ser humano sob a vontade de Deus; que ele é o dono da própria vida; como que querendo dirigir-lhe os passos, como se não tivesse domínio sobre si mesmo.

 

As pessoas querem mandar nas outras, dirigi-las segundo seus critérios, querendo dizer o que devem ou não devem fazer; querem ensiná-las a viver como se fossem a maior autoridade no assunto chamado Vida. Mas só fazem isso com pessoas fracas, que não têm personalidade firme e forte, que não sabem o que querem, que falam de maneira insegura com medo de serem ouvidas e retaliadas porque não têm autoridade nas próprias palavras, porque têm medo do que vão dizer ou pensar a seu respeito.

 

Aprenda a pensar da seguinte forma e a ser capaz de dizer isto aos outros à tua volta: "Eu me olho de dentro para fora, pois me conheço; você me olha de fora para dentro porque não sabe quem sou de fato e não conhece a fundo a minha experiência de vida. Você só me vê superficialmente. O fato de ser capaz de enxergar as minhas sobrancelhas em detrimento de mim mesmo não significa que eu não saiba quem sou e o que penso; aprenda que isso é assim apenas naqueles momentos em que por uma razão ou outra eu não estiver sendo capaz de compreender nitidamente alguma situação, e, nesse caso, realmente, quem está do lado de fora da situação, tem mais clarividência acerca dos fatos, podendo, quando requisitado, oferecer ajuda como palavras de apoio, incentivo moral, etc. Cuidado, portanto, para não permitir que de certas situações venha a nascer em tua mente um juízo temerário pelo qual um dia você terá de responder".

 

Uma pessoa pode até não querer que na casa dele façam certas coisas, pois esse é o seu direito; porém, não pode impedir que as pessoas sejam como são, não pode querer que elas deixem de ser o que são a fim de agradá-las. Mesmo estando na casa dos outros, uma pessoa adulta pode manifestar o direito de ser alegre e extrovertido, desde que tenha a consciência de que não está escandalizando em nada nem ofendendo ninguém, pois suas brincadeiras não são assim tão ofensivas a ponto de ninguém compreender que está brincando apenas para descontrair, sabendo que nã há maldade no que está fazendo, pois uma coisa é certa: quando há maldade nas ações de uma pessoa, as outras à sua volta o percebem naturalmente. E se esse não é o caso, então, qual o problema de brincar sem malícias?

 

Quando analisam isso de forma crítica, a censurar, é porque a própria pessoa é que tem um comportamento "X" e quer que todos sejam como ela. Isso não tem cabimento; por exemplo, na casa dos outros se tem a obrigação de agir de acordo com o dono da casa, com as regras da sua casa, mas isso não significa que, sendo adulto, não saiba exatamente como se comportar. Se alguém é adulto e civilizado, não há necessidade de ninguém ficar ensinando-o a agir, a se comportar, etc. Isso é deplorável para alguém adulto que conhece os limites de um convívio social. Nesse caso, não se pode impor que essa pessoa seja ou aja de acordo com a concepção de vida ou com os costumes do outro.

 

"Oferecido sem ser querido", nunca mais! VALORIZE-SE!

 

Não ajude mais ninguém se não te pedirem ajuda;

Não visite mais ninguém se não for convidado;

Não se ofereça mais para nada se não for requisitado, procurado, desejado.

É preciso ter e mostrar autoridade para que seja respeitado; caso contrário, vão querer mandar em você e na tua vida.

 

Aprenda a trocar de posição com o outro que te diz:

"Eu não te pedi nada; você me ajudou porque quis, porque já estava determinado a fazê-lo".

Aprenda a dizer você mesmo esta frase. Nunca mais se permita ouvi-la, e ter de concordar com quem a disse a você, e sair dessa situação desprezado, humilhado, "oferecido sem ser querido", e ainda ter de dar a mão à plamatória.

 

A ingratidão do homem não apaga o reconhecimento de Deus

 

O Senhor nos abençoa para que possamos abençoar outros.

O Senhor nos unge com o seu precioso óleo e nos santifica.

 

Este será o óleo sagrado para as unções (Êx 30:25).

Saibam que eu lhes enviarei a minha bênção (Lv 25:21).

O Senhor enviará bênçãos aos seus celeiros e a tudo o que as suas mãos fizerem. O Senhor, o seu Deus, os abençoará na terra que lhes dá (Dt 28:8).

É como o óleo precioso sobre a cabeça, que desce sobre a barba, a barba de Arão, e que desce à orla das suas vestes.

Como o orvalho de Hermom, e como o que desce sobre os montes de Sião, porque ali o Senhor ordena a bênção e a vida para sempre (Sl 133:2,3).

 

*Livremente lhe darás, e que o teu coração não seja maligno, quando lhe deres; pois por esta causa te abençoará o Senhor teu Deus em toda a tua obra, e em tudo o que puseres a tua mão (Dt 15:10). [Zin]

Dei livremente, pela minha própria vontade. Desejei ajudar de todo o meu coração para ver alguém bem e confortável e en=m segurança, e tranquilidade. Meu coração foi benigno ao dar tendo condições, ou não tendo, criando-as:

O QUE FAZEMOS DE BEM PELOS OUTROS - MESMO QUE NÃO VALORIZEM NOSSOS FEITOS, MESMO COM SUA INGRATIDÃO, MESMO QUE DIGAM: "VOCÊ FEZ PORQUE QUIS; EU NÃO TE PEDI NADA" - FICA REGISTRADO DIANTE DE DEUS PARA O NOSSO PRÓPRIO BEM.

Obrigada, Senhor, por me revelar que o Senhor sabe de tudo o que se passa com teus filhos e como o Senhor cuida de cada um ao lhe retribuir o bem que fizeram, ou que pelo menos tentaram fazer.

 

Cada um contribua segundo propôs no seu coração; não com tristeza, ou por necessidade; porque Deus ama ao que dá com alegria (2 Co 9:7).

Para que o Senhor teu Deus te abençoe em toda a obra que as tuas mãos fizerem (Dt 14:29).

O Senhor o livrará, e o conservará em vida; será abençoado na terra, e tu não o entregarás à vontade de seus inimigos (Sl 41:2).

O que vê com bons olhos será abençoado, porque dá do seu pão ao pobre (Pv 22:9).

 

Sou o que Deus quis e quer!

 

Deus lhe dá um corpo, como determinou 
Deus lhe dá corpo como lhe aprouve dar 
Deus dá-lhe o corpo como quer
1 Coríntios 15:38

Somos o que somos pela vontade soberana de Deus. Somos vasos na mão do Oleiro, e é ele quem nos desenha, nos forma, nos dá vida, soprando seu fôlego em nossas narinas a cada manhã.
Portanto, não venhamos a desdenhar do outro que não é ou não tem o que somos ou temos, pois Deus o fez assim, assim como fez a você.
Qualquer desdém contra alguém é um escárnio à criação de Deus; é o mesmo que estar desfazendo do que ele criou. Cuidado! Você anda desdenhando de alguém? Dizendo: "Ah! Ah!" ?
Diz a palavra de Deus que:
a) Ele jura que os zombadores sofrerão zombaria (Ez 36:7); 
b) Ele para de castigar o nosso inimigo quando nos alegramos com o seu mal (Pv 24:17,18);
c) Ele humilha os soberbos (Dn 4:37).

Amado, não sigas o mal, mas o bem. Quem faz o bem é de Deus; mas quem faz o mal não tem visto a Deus. 3 João 1:11

 

Preciso aprender a receber as bênçãos do Senhor.

Quando Deus me abençoar, eu não tenho de pensar nos outros; eu tenho de pensar em mim, que estou recebendo uma bênção de Deus, e devo recebê-la com gratidão.

Isso sim é o que tenho de fazer, e não ficar querendo dar uma de boazinha querendo ajudar os outros quando Deus quer ajudar a mim, pois isso seria uma afronta a Deus seguida de desobediência e ingratidão.

Eu precisava fazer um depósito bancário. Fui ao banco após as 16h. O funcionário me disse que a política do banco havia mudado, dizendo que não se poderia mais fazer depósitos bancários após as 16h, sendo necessário dirigir-se a uma casa lotérica a fim de realizá-lo, e que a vantagem disso seria a possibilidade de efetuar o depósito até o horário de encerramento da casa lotérica além de contar com a entrada do dinheiro na conta no mesmo dia. Gostei muito dessa ideia, e parti em busca de uma casa lotérica. Chegando lá, observei que havia uma enorme fila à minha frente, mas em vez de entrar direto na fila, dirigi-me ao caixa para perguntar se realmente eu poderia fazer o depósito ali. Ela respondeu que sim, e já estava esperando que eu lhe desse o dinheiro, mas eu olhei para a fila, e como se me sentisse culpada, perguntei a ela se eu deveria entrar na fila. Ela me olhou meio que surpresa com minha pergunta, e meio que para dentro me respondeu: “É, a senhora tem de entrar na fila”. Como eu já estava ali diante do balcão de atendimento, eu até esperava que ela continuasse a me atender, dizendo que, como eu já estava ali, ela daria continuidade ao meu atendimento; nesse caso, eu me sentiria livre de culpa por receber dela a permissão para ser atendida sem precisar entrar na fila, ainda mais porque entrando na fila eu iria me atrasar por demais para um compromisso naquele horário, pois não contava com aquela informação recebida no banco, onde eu teria feito o depósito e partiria para o meu compromisso sem atraso algum, mas o fato de ter de procurar uma casa lotérica e ainda ter de enfrentar uma fila gigantesca, logicamente ultrapassaria meu horário previamente organizado.

Conclusão: deus sabe de todas as coisas e providencia ações que venham a nos beneficiar, só que muitas vezes não sabemos compreender e receber sua providência em forma de bênção. Por que digo isso? Porque eu tive a oportunidade de estar diante de um balcão de atendimento onde Deus me colocou e eu questionei a bênção de Deus que ali me colocou. Deus escolhe quem quer abençoar. E eu me perguntava: Mas tem tanta gente nesta fila, por que eu seria privilegiada para ser atendida sem entrar na fila? Era como se eu estivesse questionando a Deus sobre seus feitos, sobre sua vontade. Deus abençoa a quem quer, a quem ele escolhe, e nossa resposta deve ser simplesmente a de lhe obedecer os caminhos, a vontade, a ordem.

Parece mesmo que a gente quer ser melhor do que Deus, tendo cuidado com os outros quando esta não é a vontade dele; no meu caso, pensei nos outros quando Deus estava pensando em mim, tendo cuidado para comigo. Eu precisava aprender a receber aquela bênção, mas perdi a bênção por desobediência e pela vaidade de querer demonstrar cuidado com os outros quando eu precisava ter cuidado comigo mesma. Isso lembra a seguinte passagem bíblica:

“Então disse o SENHOR a Samuel: Até quando terás dó de Saul, havendo-o eu rejeitado, para que não reine sobre Israel? (1 Sm 16:1). Esse tipo de atitude diante de Deus chega a ser uma afronta, pois demonstra que a pessoa está querendo ser melhor que Deus, tendo mais cuidado com os outros, sendo boazinha, etc. Se Deus manda, temos de lhe obedecer; se Deus escolhe, temos de lhe obedecer; se Deus tem vontade, temos de lhe obedecer, não importa o que, nem como, nem quando, nem com quem. Basta-nos reconhecer que a palavra de Deus em quaisquer circunstâncias é soberana e deve ser cabalmente obedecida; caso contrário, entramos em desobediência e presunção.

Voltando novamente para as Escrituras Sagradas, encontramos vários exemplos de pessoas escolhidas por Deus para serem abençoadas conforme os seus desígnios, mesmo que outras deixassem de ser beneficiados ou privilegiados – a mulher do fluxo de sangue em meio à multidão é um desses exemplos:

“Grande multidão o seguia, comprimindo-o. Aconteceu que certa mulher, que, havia doze anos, vinha sofrendo de uma hemorragia e muito padecera à mão de vários médicos, tendo despendido tudo quanto possuía, sem, contudo, nada aproveitar, antes, pelo contrário, indo a pior, tendo ouvido a fama de Jesus, vindo por trás dele, por entre a multidão, tocou-lhe a veste. Porque dizia: Se eu apenas lhe tocar as vestes, ficarei curada [NVI: "Se eu tão-somente tocar em seu manto, ficarei curada"]. E logo se lhe estancou a hemorragia, e sentiu no corpo estar curada do seu flagelo. Jesus, reconhecendo imediatamente que dele saíra poder, virando-se no meio da multidão, perguntou: Quem me tocou nas vestes? Responderam-lhe seus discípulos: Vês que a multidão te aperta e dizes: Quem me tocou? Ele, porém, olhava ao redor para ver quem fizera isto. Então, a mulher, atemorizada e tremendo, cônscia do que nela se operara, veio, prostrou-se diante dele e declarou-lhe toda a verdade. E ele lhe disse: Filha, a tua fé te salvou; vai-te em paz e fica livre do teu mal” (Mc 5: 24b-34 cf. Mt 9: 20-22 / Lc 8: 43-48).

Havia naquela multidão, talvez uma fila gigantesca, muitos provavelmente velhos, crianças, outras mulheres, homens, cada qual com seus problemas diferenciados, mas antes de ela tocar em Jesus, ele primeiramente já havia tocado no coração dela; se não, ela não tocaria nela. Ele sentiu sua dor primeiro, pois ele sabe de todas as coisas e de todas as nossas necessidades além de conhecer nosso coração e nossas intenções; por isso mesmo que quando ele resolve nos abençoar, temos de saber receber e sermos gratos por receber. Não receber e passar a nossa oportunidade, não aproveitando esse momento, será a certeza da perda de uma bênção já garantida; ou seja, perdemos as nossas bênçãos por nossa própria culpa.

Aquela mulher podia pensar: Ah, meu Deus, eu vim para esta fila para ser abençoada, mas estou vendo que há muitos velhinhos, e outras pessoas doentes precisando de cura; maridos precisando de emprego para sustentar suas famílias; mulheres precisando recuperar seus maridos, etc; não vou pedir nada para mim, não; vou dar a minha chance para os outros”. Se ela tivesse pensado assim, teria agido contrariamente ao que as virgens prudentes fizeram, que não deram do seu azeite para as tolas; antes, aconselharam-nas a buscarem seu próprio azeite; ou seja, não se apiedaram delas, mas cuidaram de si mesmas, porque já haviam entendido que deveriam estar prontas para receber as bênçãos do Senhor, e para isso deveriam agir com prudência e obediência à sua voz.

A filha de Jairo (Mt 9:18-26) – Jesus poderia ter ido a outras casas igualmente necessitadas, mas foi àquela casa; o filho da viúva de Naim (Lc 7:11-17) – Jesus, em meio a uma multidão de outros necessitados, poderia tê-los atendido, ou poderia ter ressuscitado outros prováveis defuntos naquela cidade naquele dia, mas escolheu atender especificamente aquele caso; Bartimeu, o cego de Jericó (Mc 10:46-52) – Jesus poderia curar outros doentes como diversos tipos de doenças em meio àquela multidão, mas ele escolheu aquele homem. E, assim, aconteceram vários milagres de jesus em meio a multidões, em meio a filas gigantescas, e ele curava muitos, ou todos, mas havia momentos em que ele escolhia alguns especificamente para curar, para abençoar. Isso significa que, trazendo para a nossa realidade de discípulos hodiernos, devemos entender que Deus sempre quer nos abençoar, mas nós precisamos estar prontos para recebermos suas bênçãos, se não as perderemos por falta de prudência, por negligência ou até mesmo por vaidade de querer mostrar bondade, mesmo sem perceber, afrontando a Deus.

Deus quer me abençoar e eu quero receber as suas maravilhosas bênçãos, não importa se um atendimento rápido em uma fila gigantesca, uma fortuna inesperada, uma cura, etc., pois bênção de Deus não se questiona; recebe-se seguida de gratidão a ele.

 

Jesus, libertador!

Houve muitos libertadores para Israel que prenunciavam o Libertador definitivo.Israel errava no passado, respondia pelos seus erros e pecados muitas vezes em forma de escravidão, e, quando arrependido, recebia a libertação.

Jesus se fez Eterno Libertador do seu povo que peca por causa de sua fraca humanidade, mas se arrepende por causa de sua espiritualidade em Deus, mesmo que não tenha o prazer de pecar contra o Senhor.

 

ENTENDIMENTO VINDO DE DEUS

O que peço por mim é para ensinar aos outros.

Senhor, eu preciso da tua direção, da tua orientação, para que eu não fique perdida sem saber o que fazer, mas que, diante da tua direção eu saiba exatamente o que fazer diante do teu conhecimento, como diz a tua palavra, Senhor, "Porque o meu povo perece por falta de conhecimento" (Os 4:6); então, que eu tenha o conhecimento que vem de ti para que eu saiba exatamente o que fazer, para que eu não fique perdida nos meus entendimentos, mas para que eu me encontre nos teus entendimentos, na tua razão, na tua verdade, na tua direção. Faço este pedido ao Senhor, em nome de Jesus. Amém.

Mas isto lhes ordenei, dizendo: Dai ouvidos à minha voz, e eu serei o vosso Deus, e vós sereis o meu povo; e andai em todo o caminho que eu vos mandar, para que vos vá bem (Jr 7:23).

O que o Senhor QUER que o homem faça, isso ele não faz. É preciso seguir a orientação de Deus, a PALAVRA DE DEUS, do jeito que está escrito, do jeito que está escrito, sem nenhuma deturpação humana, sem quaisquer intervenções "do homem", e homem que se diz "homem de Deus", que muitas vezes usa o nome de Deus visando a benefícios em prol de si mesmo, provenientes de seus interesses mesquinhos.

O profeta que tem um sonho conte o sonho; e aquele que tem a minha palavra, fale a minha palavra com verdade. Que tem a palha com o trigo? diz o Senhor. Jeremias 23:28

Porque, persuado eu agora a homens ou a Deus? ou procuro agradar a homens? Se estivesse ainda agradando aos homens, não seria servo de Cristo. Gálatas 1:10

O coração do sábio instrui a sua boca e acrescenta doutrina aos seus lábios (Pv 16:23).

Eu preciso aprender a ler e compreender a palavra do Senhor, se é que eu quero seguir as suas instruções, em vez de seguir as dos homens. E assim, Deus nos responderá: "E andarei no meio de vós, e eu vos serei por Deus, e vós me sereis por povo" (Lv 26:12). E feliz será o povo quando isso acontecer: "Como é feliz a nação que tem o Senhor como Deus, o povo que ele escolheu para lhe pertencer!" (Sl 33:12).

Assim diz o Senhor dos Exércitos, o Deus de Israel: Ajuntai os vossos holocaustos aos vossos sacrifícios, e comei carne. Porque nunca falei a vossos pais, no dia em que vos tirei da terra do Egito, nem lhes ordenei coisa alguma acerca de holocaustos ou sacrifícios. Mas isto lhes ordenei, dizendo: Dai ouvidos à minha voz, e eu serei o vosso Deus, e vós sereis o meu povo; e andai em todo o caminho que eu vos mandar, para que vos vá bem. Mas não ouviram, nem inclinaram os ouvidos, mas andaram nos seus próprios conselhos, no propósito do seu coração malvado; e andaram para trás e não para diante (Jr 7:21-24).

 

Não existe uma receita pronta para se fazer oração. Oração se faz com o coração ❤️ a toda hora, a todo o momento, a cada instante, em que se tem necessidade de buscar a Deus porque se crê que Deus pode pôr fim à tempestade e resolver quaisquer problemas.

A solução dos problemas nem sempre vem do jeito que a gente quer, ou do jeito que a gente espera. Muitas vezes, a solução nem aparece. Mas a nossa perseverança deve continuar existindo diante de Deus.

O fato de orar não quer dizer que a oração será respondida. Mas o fato de orar quer dizer que "eu confio em Deus apesar das dificuldades e tenho esperança em Deus porque ele é a Esperança".

Mesmo que nada aconteça, continuarei orando de manhã, de tarde, de noite, de madrugada, em todo o tempo, manifestando a minha fé, de joelhos, em pé, sentada, no ônibus, no trem, no taxi, no avião, em todo o lugar, em todas as circunstâncias, alegre, triste, sorrindo, chorando, conversando, calada, etc. É assim que se ora diante de Deus independentemente de se receber o objeto da oração ou não.

"Eu não sei se Deus vai me atender, mas eu vou orar assim mesmo; quem sabe ele resolve me dar porque eu estou pedindo. Só Deus sabe o que é o melhor para mim, nem eu mesma sei."

 

 

Amanheci pensando: que eu aprenda a receber as bênçãos e aprenda a viver na dificuldade; que eu seja feliz ao receber milagres e também ao passar por períodos de turbulência. Eu preciso aprender isto: a desfrutar das delícias enviadas por Deus e dás privações enviadas por Deus, pois ele sabe do que preciso - crescer e amadurecer em todas as circunstâncias.

“Aprendi a viver contente em toda e qualquer situação. Tanto sei estar humilhado como também ser honrado; de tudo e em todas as circunstâncias, já tenho experiência, tanto de fartura como de fome; assim de abundância como de escassez; tudo posso naquele que me fortalece”. (Filipenses 4.11-13)

 

"Percebi que para a gente estar em pecado não é preciso estar com pessoas ao redor; basta estar sozinho.

Para cometermos um pecado basta estarmos sozinhos com os nossos próprios pensamentos".

 

Se um homem morreu foi segundo a vontade de Deus.

Os meios e motivos só Deus conhece. Quem poderá julgar os desígnios de Deus?

Não basta chegar e pedir perdão, tem de haver confissão.
Pedido de perdão sem confissão é inócuo. Não mostra o verdadeiro desejo de ser perdoado, mas, quando confessa um pecado ou um erro, revela que realmente há arrependimento, pois este faz parte da confissão, e toda confissão exige arrependimento. Então, quando de fato existe o arrependimento, a pessoa merece o perdão.

Ficar em casa e cuidar da família também é uma forma de prestar culto a Deus.O Senhor é a nossa paz. Não se vai à igreja por constrangimento nem por obrigação, mas com um sentimento puro e sincero de simplesmente ir para agradecer a Deus e adorá-lo. O Senhor nos apascenta na excelência da sua força.

Quem tem valor não precisa da aprovação de ninguém. Quem depende de enaltecimento é porque não confia no seu próprio valor. Não esperar a aprovação dos outros.

Que minha humildade diante de Deus seja maior que meu orgulho diante dos homens

 

Pois, por causa de uma afronta, de uma atitude de desprezo contra nós, de uma rejeição que sofremos por parte de alguém que nem nos quer tão bem assim, podemos cair na armadilha do orgulho ferido, do orgulho pisado, e querer desforrar o mal com sentimentos avessos a um bom cristão. 

Não sejamos assim! Imitemos a Cristo. Ele nos ensina que a vingança pertence ao Senhor. Não podemos, portanto, macular nosso coração com sentimentos mesquinhos que acabam nos incitando a ações que não se coadunam com a graça de Deus: mentiras, fingimentos, tudo o que foge à verdade do nosso coração. Que nossas ações e sentimentos sirvam para nossa edificação e para edificação alheia, mas nunca o contrário.

Retenhamos dois pontos em mente:
1. Ao pecarmos em resposta ao erro de uma pessoa, Deus se desagrada de nós;
2. Ao pecarmos, a pessoa que nos fez mal continua feliz e nem se lembra de nós.
Lutemos para não nos prejudicarmos por causa dos erros dos outros. 
Eles não tão nem aí pra nós! Deus, porém, está conosco sempre, o Deus Emanuel.

O Senhor dos Exércitos está conosco; o Deus de Jacó é o nosso refúgio. (Selá.) Salmos 46:7

"E o Senhor teu Deus lançará fora estas gentes pouco a pouco de diante de ti" (Dt 7:22).

A palavra dada de Deus parece demorada para nós, mas para ele se cumpre no tempo determinado. Quando Deus diz algo, isto se cumprirá infalivelmente, de modo extraordinário.

Lembra de José? 
Lembra do que seus irmãos lhe fizeram? 
Lembra como José vivenciou suas dores?
Lembra de como ele superou todas elas?
Lembra que ele foi desprezado, rejeitado abandonado e vendido por seus irmãos?
Lembra que ele sofria, mas sempre buscava suas forças em Deus?
Lembra que no final de toda a história ele compreendeu os desígnios de Deus para todo o seu sofrimento?
Lembra que ao invés de odiar seus irmãos ele os perdoou, mas não deixou de lhes dar uma lição previamente, porém sem ódio, apenas para que eles reconhecessem seu erro e tivessem a oportunidade de se arrepender diante de Deus e receber seu perdão e sua salvação?

Então, assim como José é um filho de Deus, o somos igualmente, e não estamos livres de nada nesta vida. Que possamos, então, ter José como nosso exemplo de superação a fim de que venhamos a alcançar vitória em meio a toda turbulência que se levanta contra nós, pois hoje não compreendemos o porquê de algumas coisas estarem acontecendo, mas pela fé sabemos que tudo tem um propósito divino e tudo contribui para o nosso bem.

Às vezes oramos a Deus pedindo libertação, e quando ele no-la provê, não entendemos, e ficamos lamentando, reclamando, sentindo-nos abandonados, perguntando por quê isso está nos acontecendo, mas precisamos nos lembrar de que um dia pedimos a ele que nos livrasse de algumas coisas, que providenciasse a felicidade de alguém, por exemplo, para que nós pudéssemos também desfrutar da nossa própria felicidade.

É Deus quem está comandando toda esta batalha, nosso General de Guerra!

www.monicacampello.com.br

Reações do verdadeiro cristão

 

No primeiro momento, o verdadeiro cristão se indigna e se revolta contra a injustiça dos homens:

a) cruéis, porque não se comovem com a bondade do próximo;

b) canalhas, porque se aproveitam da laicidade do próximo para obtenção de lucros fáceis;

c) usurpadores, porque prejudicam o orçamento do próximo através de enriquecimento imoral e ilícito;

d) calculistas, porque premeditam novas oportunidades de ganhos através de novas mentiras;

e) hipócritas, porque estão dentro da Igreja do Senhor se dizendo irmãos sendo lobos vorazes contra ovelhas inocentes.

Para quê se aproveitam do nome de Jesus? Para conquistar credibilidade, pois sabem que não têm. Por isso, a Igreja está lotada deles! Disse hoje uma senhora, e eu estando perto, ouvi: "Eles estão na Igreja, mas não são cristãos".

Num segundo momento, porém, após um lindo desabafo com Deus, uma maravilhosa explosão de verdades na presença do Senhor, assumindo diante de Deus a autoridade que lhe é concedida, ora a Deus pedindo que o livre de se contaminar por conta da revolta proveniente dos erros dos outros.

Então, confessa que não quer mais depositar sua esperança na justiça dos homens, não quer mais esperar por soluções dependentes das ações dos homens, e decide esperar em Deus, pôr sua esperança no Senhor, e, nesta oração, descobre que foi inspirado por Deus para pensar daquela maneira quando lê: "Digo a mim mesmo: A minha porção é o Senhor; portanto, nele porei a minha esperança" (Lm 3:24).

Mantenha os olhos fixos no Senhor.

Deus Emanuel, Deus conosco, Deus Jeová Shamah.

Evitando mal-estares desnecessários nas relações

Só devemos falar com alguém aquilo que lhe diz respeito. Aquilo que não diz respeito a uma pessoa, não lhe fale. Esta é uma forma de evitar que ela fique sabendo do mal-estar entre terceiros, e, agindo assim, evitam-se envolvimentos desnecessários. Se uma pessoa não tem nada a ver com um assunto ou uma situação, para quê ficar sabendo de coisas que não lhe dizem respeito? Portanto, cada um se atenha àquilo que lhe é pertinente.

MARIDOS: bênçãos de Deus!

Os maridos querem nos agradar porque nos amam, e não querem nos perder.

Alguns sabem que sofrem de uma inconstância: sempre se manifesta neles um desejo pelo erro; por exemplo, comer fora de casa. Eles querem vencer esse mal, mas é algo muito difícil. Só Jesus pode ajudá-los a se converterem deste mau caminho.

Portanto, a nossa missão é ajudá-los em oração; caso contrário, será muito difícil para eles vencerem as tentações do mundo. Por isso que a palavra diz que a mulher sábia edifica a sua casa e a tola a destrói, porque a tola, destituída de sabedoria, se deixa levar pelo orgulho diante das ofensas do mundo; a mulher sábia as enxerga com a visão dada por Deus de que é preciso vencer o mundo e, consequentemente, suas fraquezas equivalentes a fim de não sucumbir à derrota, mas isso só conseguimos na presença de Deus.

Esta é a vida. Quando o homem faz tudo para agradar a mulher, ele está demonstrando o quanto a ama, apesar de saber que vive em conflito com as coisas do mundo, mas ele sabe muito bem o que realmente quer da vida, e é isso o que eles querem: nós, suas mulheres, ou melhor, suas esposas.

Quando eles dizem que não fazem as coisas que descobrimos que andam fazendo é porque eles não querem que a gente saiba das coisas erradas que eles fazem, e, para uma mulher inteligente e sábia, isto significa que eles erram, mas não querem que a gente saiba disso porque não querem perder a gente.

Isto também deve nos levar à reflexão: não temos de ficar fuçando as coisas do marido, pois sempre vamos acabar descobrindo coisas desagradáveis que vão nos magoar. Então, para quê perder tempo com coisas do mundo se não queremos perder nossos maridos para as coisas do mundo?

"Um pouco de fermento leveda toda a massa" (Gl 5:9).

 

Um pingo de veneno numa caixa d'água de 1000L estraga toda a água.

Um pouco de traição estraga todo um casamento.

Tem gente que pensa que o mundo é dos espertos, mas o mundo é dos tolos que estragam grandes conquistas por causa de pequenos prazeres.

CUIDADO: Não se venda por um prato de lentilhas!
E Jacó cozera um guisado; e veio Esaú do campo, e estava ele cansado;
E disse Esaú a Jacó: Deixa-me, peço-te, comer desse guisado vermelho, porque estou cansado. Por isso se chamou Edom.
Então disse Jacó: Vende-me hoje a tua primogenitura.
E disse Esaú: Eis que estou a ponto de morrer; para que me servirá a primogenitura?
Então disse Jacó: Jura-me hoje. E jurou-lhe e vendeu a sua primogenitura a Jacó.
E Jacó deu pão a Esaú e o guisado de lentilhas; e ele comeu, e bebeu, e levantou-se, e saiu. Assim desprezou Esaú a sua primogenitura. Gênesis 25:29-34

Quando Judas, que o havia traído, viu que Jesus fora condenado, foi tomado de remorso e devolveu aos chefes dos sacerdotes e aos líderes religiosos as trinta moedas de prata. Mateus 27:3

A DURAS PENAS

Aprendi a duras penas a praticar a frase: "E assim vou construindo meu castelo com as pedras que me atiram".

Tenho aproveitado todo mal, toda indiferença, todo desprezo, toda perseguição que, gratuitamente, as pessoas - parentes e "amigos" - têm manifestado contra mim. Digo gratuitamente não porque sou uma "santinha perfeita", mas porque de fato muitos males me foram ocasionados a partir de sentimentos mesquinhos e não reconhecidos ou assumidos como inveja, ciúme, e afins, apesar de eu ter motivos de sobra para que me amassem, me respeitassem, me considerassem.

Mas aprendo do meu Deus vivo uma coisa importantíssima. Ele disse: "Jesus lhes disse: "Só em sua própria terra, entre seus parentes e em sua própria casa, é que um profeta não tem honra" (Mc 6:4). Ou seja, se você é pastor - homem ou mulher de Deus, digo, que serve a Deus, você só é honrado, respeitado, considerado, e reconhecido como uma pessoa de Deus fora de sua casa e de sua parentela. Graças a Deus, porém, que sabemos que existem muitos que nos conhecem de verdade e sabem o que somos, o que fazemos e o quanto desejamos servir a Deus com honradez a fim de ter a dignidade de sermos chamados pelo seu nome.

A partir deste aprendizado, desejo que cada cristão que deseja servir a Deus, continue nesta luta junto com o Senhor sem esmorecer diante das pedradas recebidas, mas que se abaixem em glória e sob a misericórdia de Deus para apanharem cada pedra e transformar cada uma em um importante material de construção a ser juntado com outros de igual característica a fim de formar o castelo tão sonhado.

Eu já sei o meu castelo qual é! Muito obrigada, povo atirador de pedras, por terem me escolhido debaixo da permissão de Deus.

Se fizeram com o meu Deus o que fizeram, por que não fariam comigo?
"Pois, se fazem isto com a árvore verde, o que acontecerá quando ela estiver seca?" (Lc 23:31).

EVITE O HOMEM HEREGE

Mas não entres em questões loucas, genealogias e contendas, e nos debates acerca da lei; porque são coisas inúteis e vãs.
Ao homem herege, depois de uma e outra admoestação, evita-o,
Sabendo que esse tal está pervertido, e peca, estando já em si mesmo condenado. Tito 3:9-11

Um herege também é aquele que não pratica o aprendizado bíblico em sua vida social ou familiar. Vai à igreja, aprende a falar bonito hipocritamente, escondendo sua verdadeira face, aproveitando-se da boa-fé dos irmãos que, sem saberem quem de fato eles são, acabam se deixando engabelar por suas mentiras e falcatruas, enganando até o anjo da igreja, fazendo-o pensar que ele é uma pessoa do bem, mas nem imagina que usa máscara dentro da igreja - lobo em pele de cordeiro.

Mas Deus retribui a cada um segundo as suas obras, neste caso as más obras. Ai daquele que cair nas mãos do Deus vivo!

Ora, se teu irmão pecar contra ti, vai, e repreende-o entre ti e ele só; se te ouvir, ganhaste a teu irmão;
ELE NÃO TE OUVE E AINDA TE DIZ PARA RESOLVER COM ALGUÉM QUE NADA TEM A VER COM O CASO, DESEJANDO SE ESQUIVAR DA RESPONSABILIDADE QUE É DELE.

Mas, se não te ouvir, leva ainda contigo um ou dois, para que pela boca de duas ou três testemunhas toda a palavra seja confirmada. 
VOCÊ LEVA O CASO À JUSTIÇA E NEM ASSIM O HEREGE COMPARECE, E SE DIZ HOMEM DE DEUS - QUE SACRILÉGIO!

E, se não as escutar, dize-o à igreja; e, se também não escutar a igreja, considera-o como um gentio e publicano.
COMO ELE REAGIRIA SE SOUBESSE QUE O SEU PASTOR CONHECE AS SUAS FALCATRUAS E ARMAÇÕES COM O DINHEIRO DOS OUTROS, COM OS COMPROMISSO NÃO CUMPRIDOS COM OS OUTROS QUE O PROCURAM PROFISSIONALMENTE?

Em verdade vos digo que tudo o que ligardes na terra será ligado no céu, e tudo o que desligardes na terra será desligado no céu.
Mateus 18:15-18
E A PALAVRA DE DEUS TE DÁ A LIBERDADE PARA PERDOAR DESDE QUE O HEREGE SE ARREPENDA DE VERDADE.
Aqueles a quem perdoardes os pecados lhes são perdoados; e àqueles a quem os retiverdes lhes são retidos. João 20:23

FARISEUS HIPÓCRITAS

Ou fazei a árvore boa, e o seu fruto bom, ou fazei a árvore má, e o seu fruto mau; porque pelo fruto se conhece a árvore.
Raça de víboras, como podeis vós dizer boas coisas, sendo maus? Pois do que há em abundância no coração, disso fala a boca.
O homem bom tira boas coisas do bom tesouro do seu coração, e o homem mau do mau tesouro tira coisas más.
Mas eu vos digo que de toda a palavra ociosa que os homens disserem hão de dar conta no dia do juízo.
Porque por tuas palavras serás justificado, e por tuas palavras serás condenado. Mateus 12:33-37

ESCAMAS CAEM DOS OLHOS

Há pessoas que pensam que depois de terem entrado para a igreja a vida piorou. Na verdade, a vida nunca piora depois que se entra para a igreja; o que acontece é que Jesus tira as escamas dos olhos, e os males antes imperceptíveis tornam-se visíveis, a olho nu e a coração nu, porque não resistem à presença de Jesus na vida da pessoa. Por isso, manifestam-se com maior clareza, pois já não conseguem mais se camuflar. Diante de Deus, tudo se torna patente.

Sabedoria X Inteligência: Não nos permitamos ser enganados!
 

Quem estou lendo? O que escrevem?
Ler alguém porque tem fama ou algo por ser moderno nada tem a ver com princípios cristãos. 
O que acontece com um peixe engodado por uma isca atraente?
Um Ph.D. não convertido a Cristo jamais alcançará a "sabedoria de Deus" como pode fazê-lo um homem simples que confessa Jesus como seu salvador!

"Pelo fruto se conhece a árvore" (Mt 12:33).
"E surgirão muitos falsos profetas, e enganarão a muitos" (Mt 24:11).
"Nem todo aquele que diz a mim: ‘Senhor, Senhor!’ entrará no Reino dos céus, mas somente o que faz a vontade de meu Pai, que está nos céus" (Mt 7:21).
"Porque os tais não servem a nosso Senhor Jesus Cristo, mas ao seu ventre; e com suaves palavras e lisonjas enganam os corações dos simples" (Rm 16:18).

"Pelo fruto se conhece a árvore" (Mt 12:33).
 

Augusto Cury entrevistado por Ana Mª Braga:
"Ele foi de fato o homem mais inteligente da história". 
Jesus é Deus. Os fatos citados equivalem à sua sabedoria divina, ao seu poder divino, e não meramente à inteligência humana.
"Eu estudei a mente dele. Eu me curvei, como disse humildemente, à sua inteligência". 
Curvar-se à inteligência de Jesus é diferente de converter-se à divindade de Jesus, reconhecendo-o como Deus e aceitando-o como Único e Suficiente Salvador.
"E percebi que ele não cabe no imaginário humano. Ele tem de ter sido real". 
Mas ele não disse que agora deixou de ser ateu e acredita em Deus? 
Como ainda demonstra dúvida ao proferir esta frase? 
Ele ainda questiona a existência de Jesus, ainda está se perguntando!
Não cabe esta frase para quem acredita que Jesus é Deus!
#contraditório