CALMA, FÉ, ESPERANÇA EM DEUS E ELE TUDO FARÁ EM MEU FAVOR!

"O Senhor pelejará por vós, e vós vos calareis" ou "O Senhor lutará por vocês; tão-somente acalmem-se" (Êx 14:14).

 

"Nenhum deles deverá apresentar-se ao Senhor de mãos vazias: cada um de vocês trará uma dádiva conforme as bênçãos recebidas do Senhor, do seu Deus" Ou "Que ninguém vá sem levar alguma coisa para oferecer a Deus; porém cada um deve fazer a sua oferta de acordo com as bênçãos que o Senhor, nosso Deus, lhe tiver dado" (Dt 16:16,17).

 

"No mês de Abibe; porque nele saíste do Egito; e ninguém apareça vazio perante mim" (no mês de Abibe; porque nele saíste do Egito; e ninguém apareça vazio perante mim"

(Êx 23:15).

 

---> Na festa da Páscoa damos graças a Deus pela libertação da escravidão. "E este dia vos será por memória, e celebrá-lo-eis por festa ao Senhor; nas vossas gerações o celebrareis por estatuto perpétuo" (Êx 12:14). "É a páscoa do Senhor" (Nm 28:16).

 

"Comemorem a Festa da Colheita logo que vocês começarem a colher o que plantaram.

— Comemorem a Festa das Barracas no outono, quando vocês colherem as uvas e as frutas dos pomares" (Êx 23:16).

 

---> Lembrarmos do tempo no deserto quando Deus supria tudo sem a contribuição do esforço humano. Deus é o mesmo ontem, hoje e eternamente; portanto, ele há de suprir as nossas necessidades pelo seu poder, sem a nossa intervenção.

 

Além disso, temos a promessa da companhia de um Anjo, Jesus, para nos garantir suas promessas. Ele nos proporciona tudo:saúde, coragem sobre-humana, intervenção divina em nossa ajuda, sua providência que faz todas as coisas concorrerem em benefício do servo de Deus.

 

Para garantirmos a nossa herança prometida, é são condições 'sine qua non': obedecer a Cristo, ser seu discípulo, ser integralmente fiel a Deus e afastar-se totalmente da idolatria.

 

"Eu, porém, estou aflito e necessitado; apressa-te por mim, ó Deus. Tu és o meu auxílio e o meu libertador; Senhor, não te detenhas". Salmos 70:5

Precisamos exercitar a paciência e a fé em deus de que ele vai providenciar tudo de que necessitamos.

"Porque todas quantas promessas há de Deus, são nele sim, e por ele o Amém, para glória de Deus por nós". 2 Coríntios 1:20

Tudo o que Deus diz que vai fazer, ele vai fazer. Fé!

"Porque a palavra da promessa é esta: Por este tempo virei, e Sara terá um filho". Romanos 9:9

Não importa o tempo; importa o poder de Deus que vai além de qualquer tempo.

"Mas, se esperamos o que não vemos, com paciência o esperamos". Romanos 8:25

Ainda não podemos contemplar esta bênção, mas ela já existe pela palavra de Deus.

"Ora, a fé é o firme fundamento das coisas que se esperam, e a prova das coisas que se não vêem". Hebreus 11:1

A fé por si só é a base de tudo e é a prova de que todas as coisas que se esperam em Deus se cumprirão segundo o tempo e a vontade dele.

 

Uma prova de fé é acreditar quando Deus diz ao seu povo para se aquietar porque ele é Deus, não perdeu o controle da vida dos que nele creem, que tudo está no tempo dele e que não há nada atrasado, seja na igreja, na vida pessoal, na vida conjugal, na vida social, nos relacionamentos, na saúde, na vida financeira; enfim, em todos os sentidos aonde a preocupação tem chegado. "Aquietai-vos, e sabei que eu sou Deus" (Sl 46:10) em tudo; em todas as circunstâncias.

Eu nem preciso falar; basta eu pensar, e Deus me diz no pensamento: "Vá, leia a minha palavra, pois tenho algo a lhe dizer." E, depois que eu leio, o meu coração se enche de fé e esperança na certeza da minha vitória em Cristo Jesus. Amém.

 

Jesus, Libertador!

Houve muitos libertadores para Israel que prenunciavam o Libertador definitivo.Israel errava no passado, respondia pelos seus erros e pecados muitas vezes em forma de escravidão, e, quando arrependido, recebia a libertação.

Jesus se fez Eterno Libertador do seu povo que peca por causa de sua fraca humanidade, mas se arrepende por causa de sua espiritualidade em Deus, mesmo que não tenha o prazer de pecar contra o Senhor.

 

 

Somos peixinhos 🐟🐠🐟🐠 no fundo do mar 🌊 fugindo de tubarões 🦈🦈, mas é justamente por eles estarem nos cercando que manifestamos a nossa maior força para lutarmos pelas nossas vidas.

Deus nos permite passar por situações adversas a fim de que nos aperfeiçoemos como seus filhos para vivermos bem nesse mundo.

Que venham os tubarões enviados pelo Senhor. Se são de Deus, são do bem! O Senhor sabe o que faz para a gente poder crescer, e melhorar, e amadurecer, e aprender a buscar aprender mais de Deus.

Em tudo dai graças, pois tudo coopera para o bem daqueles que amam a Deus e são chamados segundo o seu propósito, diz a Palavra de Deus.

"Tenho-vos dito isto, para que em mim tenhais paz; no mundo tereis aflições, mas tende bom ânimo, eu venci o mundo" (Jo 16:33).

 

Você conhece a história do povo de Israel?

O povo de Israel, diante das circunstâncias ruins que atravessavam, uns pendiam para o abandono da fé, mas outros, mesmo em meio a circunstâncias muito difíceis, perseveravam na fé.

Esta perseverança é o que agrada a Deus e é o que ele espera do seu povo. Porque nós não temos Deus apenas para nos abençoar, mas principalmente para sermos fiéis a ele independentemente das circunstâncias. Isto se chama fidelidade, o que corresponde à fidelidade de Deus, pois a sua palavra diz que nós somos feitos à sua imagem e semelhança. Isso não é, necessariamente, relacionado ao corpo físico, mas essencialmente à questão espiritual. Assim, precisamos parecer com Deus. Se Deus é fiel, nós precisamos aprender a sermos fiéis também.

O fato de outras pessoas estarem agradecidas não quer dizer que elas sejam fiéis. Hoje elas estão felizes; amanhã podem estar encarando algum problema, já que sabemos que a vida é exatamente assim, um dia de felicidade, outro dia de tristeza e dor. Mas Deus se faz presente em todas as circunstâncias de alegria ou de tristeza. E é Deus quem faz chover sobre justos e injustos. Ele dá a quem quer, e tira de quem quer, pois a sua vontade é soberana. Isto é o que importa: saber que ele é Deus independentemente das circunstâncias.

Pense bem: nas mãos de quem você prefere estar, nas mãos de Deus ou do rival de Deus? Deus te coloca diante de uma escolha em face da situação que você está vivendo. Você pode estar passando por uma grande penúria que faz parte da vida, mas neste momento passando por uma grande penúria, você prefere estar nas mãos de quem?

A pergunta deuteronômica de Deus coloca o homem diante de uma escolha entre a benção e a maldição, a vida e a morte, o bem e o mal. E Deus declara ao homem sua preferência com relação àquela escolha. Deus prefere que o homem escolha a benção, a vida, e o bem, mas se ele escolher o mal, a decisão é de sua responsabilidade, assim como também a sua responsabilidade pelas consequências da sua decisão.

O livro de Ezequiel no capítulo 18 nos adverte que a responsabilidade é pessoal e intransferível, ou seja, não podemos culpar ninguém, muito menos a Deus, pelas nossas decisões e pelas consequências delas. Deus nos dá o livre arbítrio para escolhermos o que fazer e a quem seguir.

Se você está passando dificuldades e, em meio a essas dificuldades, você acha melhor abandonar Deus, a decisão é sua. Mas uma coisa é certa: mesmo em meio à dor, se você perseverar na fé, o seu galardão será grande, pois Deus sonda os corações e sabe quem é fiel a ele.

Deus te abençoe para que tome a decisão certa na sua vida e faça escolhas certas. Lembre-se que deixar de orar é uma fraqueza que você pode confessar a Deus: Senhor, não consigo orar; me perdoe, mas me fortaleça na minha fé, ajude-me na minha fraqueza. Esta é uma oração sincera e eu creio que Deus há de te ouvir e de responder a ti.

 

"Com a sabedoria se edifica a casa, e com a inteligência ela se firma; e pelo conhecimento se encherão as câmaras de todas as substâncias preciosas e deleitáveis." (Pv 24:3-4).

"Ora, o Deus de esperança vos encha de todo o gozo e paz em crença, para que abundeis em esperança pela virtude do Espírito Santo." (Rm 15:13).

Para ter sucesso completo, o homem precisa ser piedoso e financeiramente sábio. Conhecendo as Escrituras e seguindo os conselhos do Altíssimo, o abrigo da alma se enche de graça, conforto e paz. Escolhendo a sabedoria ao invés dos conselhos mundanos, e confiando na palavra divina escriturística, o sucesso virá. É preciso ignorar as fúteis oportunidades de negócios que batem à nossa porta, como marketing na internet, pois não somos o que temos nem o que vendemos, mas somos o que aprendemos de Deus e o aplicamos em nossas vidas. Eu, por exemplo, "Não escrevo livros para ganhar dinheiro; antes, escrevo livros para ganhar almas para Deus. Ter sucesso nesse contexto não é essencialmente o ser conhecida, mas o ser lida. Logo, o que mais importa não é o que se ganha, mas quem se ganha para Deus.

A palavra de Deus deve ser ensinada às famílias e às nações para que as pessoas aprendam as regras de sabedoria ensinadas na Bíblia Sagrada e as apliquem de tal forma que se tornem capazes de odiar dívidas e aprender a poupar, de modo que se tornem aptos a fazer serviços no Reino de Deus sem visar a ganhos monetários, sem fins lucrativos, mas tão somente visar à dedicação sincera e desinteressada em servir a Cristo por tudo o que ele já tem feito por nós, e, em forma de gratidão, devolver a ele o nosso amor por almas que ele quer salvar, contribuindo com o que dele recebemos. Se no Reino recebermos um pagamento simbólico por algum serviço prestado, isso já é de muito boa monta. Graças a Deus, já temos um salário que recebemos mensalmente pelos nossos trabalhos seculares, e, portanto, não devemos visualizar o Reino de Deus como um meio de ter um rei na barriga.

"Porventura é para vós tempo de habitardes nas vossas casas forradas, enquanto esta casa fica deserta? Ora, pois, assim diz o Senhor dos Exércitos: Considerai os vossos caminhos.
Semeais muito, e recolheis pouco; comeis, porém não vos fartais; bebeis, porém não vos saciais; vestis-vos, porém ninguém se aquece; e o que recebe salário, recebe-o num saco furado. Assim diz o Senhor dos Exércitos: Considerai os vossos caminhos. Subi ao monte, e trazei madeira, e edificai a casa; e dela me agradarei, e serei glorificado, diz o Senhor" (Ag 1:4-8).

"Mas, buscai primeiro o reino de Deus, e a sua justiça, e todas estas coisas vos serão acrescentadas" (Mt 6:33).

 

Palavra do dia: Solicitude.

"Evita o homem faccioso [herege], depois de admoestá-lo primeira e segunda vez, pois sabes que tal pessoa está pervertida, e vive pecando, e por si mesma está condenada" (Tt 3:10,11).

"Como fonte contaminada ou nascente poluída, assim é o justo que fraqueja diante do ímpio" (Pv 25:26).

Dizer "Não!" à impiedade e à mundanidade, e dizer "Sim!" a uma vida honesta e devotada aos princípios divinos.

"Fiel é esta palavra, e quero que você afirme categoricamente essas coisas, para que os que creem em Deus se empenhem na prática de boas obras. Tais coisas são excelentes e úteis aos homens" (Tt 3:8).

"Quanto aos nossos, que aprendam a dedicar-se à prática de boas obras, a fim de que supram as necessidades diárias e não sejam improdutivos" (Tt 3:14).

O versículo imediatamente acima pode ter estes dois significados, mas, como servos fieis de Deus devemos praticar ambos:
Fazer a diferença pela prática das boas obras em favor dos necessitados;
ou 
Exercer trabalhos honestos a fim de suprir as suas próprias 
necessidades, assim como as alheias.

Precisamos aprender a nos dedicarmos a fazer boas obras, consequentemente fazendo o bem.

 

Eu não faço a mínima ideia do que o Senhor vai fazer, mas sei que ele vai fazer, e será algo grandioso que a minha imaginação não pode alcançar.

Basta-me tão somente ter fé, pois o que o Senhor quer de mim é que eu tenha fé, justamente nesse momento caótico, em meio às dificuldades, às incertezas, às adversidades, aos problemas, e a todas as palavras de mesmo teor; isso não importa, pois o que Deus quer ver em mim é a alegria da certeza da esperança da convicção da fé. Para receber as minhas bênçãos, eu preciso permanecer nessa fé, mesmo que tudo diga o contrário. Emunah.

Ora, a fé é a certeza de que haveremos de receber o que esperamos, e a prova daquilo que não podemos ver" (Hb 11:1).

 

O que encobre as suas transgressões nunca prosperará; mas o que as confessa e deixa alcançará misericórdia. Provérbios 28:13

Pai, eu sei que os teus pensamentos estão acima dos meus pensamentos, e os teus caminhos estão acma dos meus caminhos, mas eu preciso agir; não posso deixar as coisas do jeito que estão. Eu sei que a tua providência vai acontecer, mas parece que ela é demorada; por isso, sinto-me inquieta, mas essa inquietude me lembra tua palavra que diz: "Aquietai-vos e sabei que eu sou Deus".

Capacita-me, Senhor, a aquietar-me, a sossegar meu espírito na convicção da tua providência, pois eu creio que "O Senhor proverá". Emunah.

 

Eu preciso esperar pela providência do Senhor. 
Ajuda-me, Senhor, fortaleça a minha fé para que eu possa esperar pela tua providência, sem me desesperar, pois quem espera não desespera.

 

Apesar de sermos cristãos, vivenciamos adversidades e sofrimentos, mas a nossa esperança é segura, e devemos nos animar diante das circunstâncias, livrando-nos de todo desespero, pois quem espera não desespera.

A esperança baseada nas promessas de Deus aos seus justos deve ser elevada além de qualquer incerteza ou dúvida (Hb 6:18).

Temos privilégio no acesso à presença de Deus (Hb 10:19-25). Busquemos, portanto, a sua presença a fim de que as suas promessas de paz, justiça e misericórdia se realizem em nossas vidas.

 

"Ora, a fé é o firme fundamento das coisas que se esperam, e a prova das coisas que se não vêem" [ou] "Ora, a fé é a certeza daquilo que esperamos e a prova das coisas que não vemos" [ou] "Ora, a fé é a certeza de coisas que se esperam, a convicção de fatos que se não veem" (Hb 11:1).

A certeza de receber de Deus o que ele prometeu, mas que ainda não foi concedido é a expressão máxima da nossa fé, pois ela retém a esperança que Deus colocou em nossos corações. A certeza reflete a realização das coisas, e a convicção reflete a prova da realização das coisas mediante a confiança do justo que vive pela fé (Hb 10:38; Rm 1:17; Hc 2:4). Está provado que Deus agirá em favor de seu justo.

O Senhor faz distinção entre o justo e o perverso. O justo é aquele que persevera na fé em meio às adversidades do mundo sem deixá-la, isto é, sem abandonar a Deus. Os caminhos dos ímpios os levam à derrota e à morte. Eles podem morrer pelo fato de ter tocado na menina dos olhos de Deus (Sl 17:8) - seus filhos justos. Todavia, os caminhos dos justos são justos, pois não se comprazem em mentiras, em enganos, em farsa, em hipocrisia. Nos caminhos dos justos há verdade, justiça, retidão, coisas que agradam a Deus, e, por isso, Deus os remirá com mão forte, e os livrará das mãos sujas dos ímpios.

Os homens ímpios personificam a perversidade do mundo, aplicando-se continuamente à arrogância, à maldade, à malícia, que consomem a sua alma e a apodrecem, tornando-se monstros sem alma sujeitos à ira de Deus. Eles pensam que continuarão fazendo o mal sem receberem retorno de suas ações como se Deus não existisse, e, portanto, não existisse a justiça divina. Mas Deus tudo vê e sonda os corações, não podendo jamais ser enganado. Contudo, eles zombam da existência e do poder de Deus quando pensam que "fazem e acontece" e Deus não age, mas a justiça de Deus não tarda (Hb 10:37).

Deus da esperança, venha nos socorrer!

Que o Deus da esperança os encha de toda alegria e paz, por sua confiança nele, para que vocês transbordem de esperança, pelo poder do Espírito Santo. Romanos 15:13

  • 7 livros
  • LinkedIn ícone social
  • 10411954_685602844810247_333669641129231921_n
  • 105877862_3304579512893603_5748729188284
  • Litwin, Edith.
  • 11060882_418988858270919_2397584092961867947_n
  • Instagram
  • Twitter Social Icon
  • YouTube Social  Icon
  • Pinterest Social Icon

© 2016 por Monica Campello. Escritora para a glória de Deus! Professora graças a Deus!