pEQUENOS eRRo

My Items

I'm a title. ​Click here to edit me.

Tecnoautobiografia de Monica Campello

Tecnoautobiografia: Produções bibli gráficas seculares&religiosas e atividades educacionais de Monica Campello neste video no YouTube: https://www.youtube.com/watch?v=GrLew3f3YUw Visite o site de Monica Campello: http://www.monicacampello.com.br Sinopses dos livros da autora Monica Campello: "Davis semeiam bênçãos vs. Simeis simeiam maldições" - 2019 - maldições é uma obra que lança novos verbos ao nosso vocabulário bíblico. Esses verbos são provenientes de nomes de personagens bíblicos; portanto, são verbos denominais. Cada novo verbo enfatiza o modo característico de determinado personagem respectivamente ao seu caráter, comportamento, suas ações, reações, emoções etc. https://clubedeautores.com.br/livro/davis-semeiam-bencaos-vs-simeis-simeiam-maldicoes ​ "PALAVRAS: Vozes da Alma" - 2017 - chega para fazer você lembrar daqueles momentos difíceis ou maravilhosos que estava passando quando pela graça de Deus você foi até a Página do Facebook e encontrou uma mensagem exatamente de acordo com a situação que você estava vivenciando. http://www.clubedeautores.com.br/book/231262--PALAVRAS#.WNxkPzsrLIV ​ "Entre a fé e o desejo: a divisão da masturbação" - 2017 - nasceu do desejo de ajudar pessoas, jovens e adultos, no esclarecimento quanto à questão da sexualidade solitária haja vista muitos terem dúvidas sobre o fato de esta forma de saciar o apetite sexual ser pecaminosa ou não. O sexo foi feito para o casamento. Mas será que o sexo solitário não foi feito para os solteiros, e também para os casados? http://www.clubedeautores.com.br/book/229220--Entre_a_fe_e_o_desejo?topic=culturabiblica#.WUAFLIHQ-Ef ​ "Sexo com Deus" - 2015 - pretende mostrar o sexo na visão de Deus e a relação das ações humanas com o sexo e outras necessidades. Busca, ainda, numa perspectiva bíblica, auxiliar na busca por uma solução para problemas decorrentes dessas ações...​http://www.martinsfontespaulista.com.br/busca/3/0/0/MaisRecente/Decrescente/20/1////monica-campello.aspx http://www.allprinteditora.com.br/sexo-com-deus ​http://www.ciadoslivros.com.br/sexo-com-deus-703643-p547188 "scr@ps.com.JC" - 2013 - trata de alguns temas interessantes relacionados à vida sociovirtual nas esferas espiritual, sentimental, familiar, buscando uma visão mais profunda acerca de mensagens de autoajuda mediante esclarecimento bíblico. De forma descontraída e iluminada, o livro é recheado de imagens e fontes diversificadas. Colorido http://www.perse.com.br/novoprojetoperse/WF2_BookDetails.aspx?filesFolder=N1375813693031 P&B http://www.perse.com.br/novoprojetoperse/WF2_BookDetails.aspx?filesFolder=N1377264314727 "Ede, o altar do testemunho" - 2012 - narra a trajetória de vida de uma mulher cuja busca incessante por descobrir a verdade acerca de assuntos relacionados à espiritualidade resultou em inúmeras consequências, influenciando sua estrutura trina – corpo, alma e espírito. http://www.perse.com.br/novoprojetoperse/WF2_BookDetails.aspx?filesFolder=N1342536769531 "S.E.I.T.A.S." - 2010 - Subversores Espirituais Intentam Trágicos Assaltos Satânicos - oferece elementos essenciais para explicar de forma sucinta o fenomenal surgimento das seitas, orientar sobre os perigos decorrentes de suas práticas, descrevê-las em seus traços característicos – ritos, símbolos, costumes – para esclarecer ao leitor seu real significado. http://www.clubedeautores.com.br/book/194945--SEITAS#.VzXLJPkrLIWhttp://www.perse.com.br/novoprojetoperse/WF2_BookDetails.aspx?filesFolder=N1377703917676 "Registros Femininos" - Coletânea de Autoras Brasileiras Contemporâneas. Chiado Editora. https://www3.livrariacultura.com.br/registros-femininos-2112255111/p?utmi_cp=13574&gclid=CjwKCAjwxev3BRBBEiwAiB_PWA3GgR2JYA_Eha8bFMMUFBj4wuzfI5aXmepXO6PPd7elX3zziiQWrRoCIS0QAvD_BwE "Além da Terra. Além do Céu" - Antologia de Poesia Brasileira Contemporânea - Vol. IV. Minha poesia se encontra na página 394: "Poema de amor cristão". Chiado Editora. https://www3.livrariacultura.com.br/alem-da-terra-alem-do-ceu-antologia-de-poesia-brasileira-contemporanea-vol-iv-2112247885/p#produto-especificacoes #monicacampello

Literatura evangélica & Educação

Literatura evangélica &!Educação

Apresentação: Produções bibliográficas e atividades educacionais de Monica Campello. https://youtu.be/GrLew3f3YUw Veja, curta e me dê tua opinião, tá bom?! ❤️

O peso da liberdade de escolher

Quando a mente atua como boca e fala ao coração Jesus falava por parábolas. Isso significa que as palavras dele tocavam diretamente nas feridas de cada um sem que ele dissesse nada a respeito, mas a própria consciência da pessoa se encarregava de lhe apontar os erros e pecados (Rm 14:22; 1 Jo 3:21). A palavra de Deus diz que devemos ser à sua imagem e semelhança (Gn 1:26). Portanto, esse é um dos comportamentos que devemos imitar do Senhor Jesus. Quem convence do pecado é o Espírito Santo; homem nenhum tem esse poder. O que podemos fazer é levar a palavra de Deus a todas as pessoas sem precisar ficar falando especificamente dos problemas de cada um. Cada pessoa sabe exatamente o que faz, e se ela quiser, basta se dirigir diretamente a Deus sem precisar falar nada com ninguém porque ninguém tem nada a ver com a sua vida pessoal, a não ser Deus e ela somente. O que podemos fazer, como pessoa alheia à questão, é ajudar com apoio moral, e/ou com a palavra de Deus, frise-se, “se ela quiser ouvir”, pois aprendemos de Deus: “Não deis aos cães as coisas santas, nem deiteis aos porcos as vossas pérolas; para que não as pisem e, voltando-se, vos despedacem” (Mt 7:6). O fato de conhecermos a verdade explícita nas Escrituras Sagradas e sabermos que ela é o bem para quem a recebe não significa que todos queiram ouvir essa verdade. Precisamos aprender a respeitar o arbítrio do outro, sabendo que cada um ouve o que quer, faz da sua própria vida o que quer (Dt 30:19), e que ninguém tem nada a ver com isso. As escolhas são pessoais e a responsabilidade sobre elas é intransferível (Ez 18). Se a casa cair, a responsabilidade é do construtor (Mt 7:24-27).

Que baste o necessário!

A certeza, a convicção, a segurança do que se diz deve proceder das confirmações que vêm de Deus. Crentes que servem ao Senhor e o louvam com suas ações dignas entre as divinamente compreensíveis quanto à sua humanidade não contaminadas pela carnalidade, mas dominadas pela espiritualidade em Cristo. Deus conhece as necessidades humanas — sentimentais, emocionais, psicológicas, fisiológicas, materiais — e limpa o homem em corpo, mente e alma para que não seja dominado por elas a ponto de dar vazão ao vício, mas para que tenha domínio sobre elas a ponto de não se deixar corromper por elas, pois elas bem que poderiam se transformar em instrumentos para perdição através da contaminação da vida em sua constituição tríplice. No entanto, essas necessidades existem apenas por causa da humanidade — ou seja, são pertinentes ao corpo físico, humano, carnal, contrário ao espiritual — e, por isso mesmo, precisam ser supridas para que o homem não desfaleça nem seja atormentado por não serem saciadas. Sob a perspectiva bíblica, como as necessidades biológicas (viscerogênicas) e as psíquicas (psicogênicas) afetam a espiritualidade do homem? “Portanto, quando vocês comem, ou bebem, ou fazem qualquer outra coisa, façam tudo para a glória de Deus” (1 Co 10:31‬).‬ ‭ “Para a glória de Deus”: atos e atitudes com equilíbrio, nem mais nem menos, somente o necessário, de modo que evite a tendência à corrupção do espírito. “Vocês não entendem que tudo o que entra pela boca vai para o estômago e depois sai do corpo? O que sai da boca vem do coração e é isso o que contamina a pessoa. Pois é do coração que vêm todos os maus pensamentos, homicídios, adultérios, imoralidade sexual, roubos, mentiras e insultos. São essas coisas que contaminam a pessoa; comer sem antes lavar as mãos não contamina ninguém” (Mt 15:17-20‬). “Entra pela boca... e sai do corpo”: ações que refletem o aspecto fisiológico do ser humano que se encontram na base da pirâmide das diversas necessidades humanas fundamentais. Essas não contaminam o homem espiritualmente quando as sacia sob o fruto do domínio próprio, o que denota equilíbrio. “Porém vocês, irmãos, foram chamados para serem livres. Mas não deixem que essa liberdade se torne uma desculpa para permitir que a natureza humana domine vocês” (Gl 5:13‬). ‭ “Liberdade... desculpa... natureza humana domine vocês”:  não é porque Deus permite ou não proíbe, implícita ou explicitamente, fazer determinada coisa que o homem deve abusar dessa prerrogativa, extrapolando as reais necessidades, ultrapassando seus limites aceitáveis, de modo a tornar as ações viciosas e, portanto, pecaminosas a ponto de alimentar a carne e sufocar o espírito. “Por isso eu digo: deixem com que o Espírito guie o comportamento de vocês. Assim não satisfarão os maus desejos da sua natureza pecadora. Pois, o que a nossa natureza pecadora deseja é contra o Espírito, e o que o Espírito deseja é contra a nossa natureza pecadora. Estas duas coisas são opostas entre si. Por isso vocês não podem fazer tudo o que gostariam de fazer. Aqueles que pertencem a Jesus Cristo pregaram a sua natureza pecadora na cruz, juntamente com as suas paixões e desejos. Se é do Espírito que obtemos a nossa nova vida, então devemos seguir o Espírito” (Gl 5:16-17, 24-25‬) “Maus desejos”: tudo o que vai além das reais necessidades humanas e que inflige dano ao espírito a ponto de o trancafiar diante dos exageros, castrando todo discernimento com relação a eles. “Quando seguem os desejos da natureza humana, os resultados são extremamente claros: imoralidade sexual, impureza, sensualidade” (Gl‬ ‭5:19‬). “Impureza”: lascívia, sensualidade exagerada, que passa dos limites da real necessidade dos sentidos.

Problemas que não casam com a vida dos casados

Quando não souber o que fazer ou quando o que já vem fazendo não gera o resultado esperado, busque a Deus; aliás, essa deveria ser a primeira atitude antes de qualquer outra. O Senhor fala conosco do jeito que ele quer. Às vezes, queremos sentar e fazer leitura da Bíblia, mas o Senhor nos traz a palavra do jeito dele, pelo meio que ele escolhe. As coisas não são do nosso jeito, mas do jeito do Senhor. Graças a Deus por isso, pois o resultado é perfeito. Falando às esposas: não adianta nada pintar o cabelo, maquiar-se, enfeitar-se, acreditando que é isso que vai segurar o marido. Falo por mim mesma, pois quando eu pintava o cabelo, e andava nos saltos, toda elegante, linda e maravilhosa, e até mesmo ao terminar de fazer amor com meu marido, logo depois ele ia lá no local do pecado para se contaminar sexualmente com uma amante que conhecera no dia anterior no trem, no metrô, no ônibus, no trabalho, ou mesmo já conhecida de longa data. Por que digo "se contaminar sexualmente"? Porque o ato sexual pelo simples prazer carnal não é baseado em amor, mas em luxúria, carnalidade, erotismo, sensualidade, de modo instintivo como um cão - o cão é fiel ao dono, mas não é fiel à sua cadela. Diferentemente de algumas aves que são monogâmicas por natureza, como os papagaios. O homem deveria aprender a alçar voos como eles, voos destinados ao provento da família que a edificam e em cujos trajetos, mesmo distantes um do outro, carregam a lembrança de seu cônjuge, preservando a fidelidade conjugal mesmo que surjam outros cobertos de novos coloridos. Portanto, não faz diferença alguma os adornos externos. O que realmente conta é a beleza que vem de dentro, a beleza de um espírito amável e sereno (1 Pe 3:4) que no final fará toda a diferença. Logo, não adianta buscar outros recursos além da fé na providência de Deus. Como está escrito: “Assim também você, esposa, deve obedecer ao seu marido a fim de que, se ele não crê na mensagem de Deus, seja levado a crer pelo modo de você agir. Não será preciso dizer nada porque ele verá como a sua conduta é honesta e respeitosa" (‭‭1 Pe ‭3:1-2).‬ E o Senhor reafirma esse versículo quando um cônjuge se pega pensando nas atitudes e comportamentos do outro que demonstram a verdade escondida: “Vocês não terão de fazer nada: o Senhor lutará por vocês" (‭‭Êx‬ ‭14:14‬). Recursos humanos em casos espirituais são inócuos. Espirituais porque não se trata de defeito moral, falha no caráter, mas de um impulso maligno que afeta o corpo, a mente e o espírito, que desvirtua do verdadeiro bem: o bem-estar em família que tanto incomoda o inimigo de Deus que criou a família. Esses recursos não poderão resolver nada porque não têm eficácia contra esse tipo de mal. Só Deus pode vencê-lo. Então, como fica isso? No afã de resolver um problema conjugal de adultério, normalmente o cônjuge afetado acaba manifestando uma doença da alma, tornando-se um desconfiado, um perseguidor, um fuçador, um invasor da privacidade alheia. Costuma se esquecer de Deus e buscar a solução por meios próprios. Tudo isso adoece o relacionamento conjugal mais do que já se encontra adoecido. Qual seria, então, a melhor solução? Entregar tudo nas mãos de Deus, confiar e esperar o seu agir. Por certo, Deus responderá no tempo certo, de modo eficaz, visto que ele não esquece os seus e deles cuida perfeitamente a ponto de curar os males tanto do que sofre quanto do que causa o sofrimento, pois ambos se encontram doentes, e somente Deus tem o poder para restaurar sua saúde emocional, sentimental, psicológica, espiritual. Deus responde, conforta e ensina sobre como agir com base na sua palavra de modo que ”tudo contribui para o bem daqueles que amam a Deus” (Rm 8:28). "LET GOD BE TRUE" desenvolve uma explanação muito oportuna acerca de relacionamento e traição conjugal. Segue o respectivo texto: "Dá instrução ao homem sábio, e ele será ainda mais sábio; ensina o homem justo e ele aumentará em entendimento" (Pv 9:18). Que choque! Que desastre maldito! Uma linda mulher seduz um homem para ter sexo fora do casamento. Sua atratividade, lisonjas e disposição o subjugam. Ele não pode acreditar na sua boa sorte - esta mulher excitante e erótica o convidou para ir à sua casa e para a sua cama. Mas a sua casa está cheia de vítimas mortas, e seus outros hóspedes estão nas profundezas do inferno! Salomão comparou e contrastou a Senhora Sabedoria e a Senhora Tolice naquilo que chamamos de o nono capítulo de Provérbios. Ele descreve a Senhora Sabedoria e a sua oferta para homens simples de forma a protegê-los em sua casa (Pv 9:1-12). E, em seguida, ele descreve a Senhora Tolice, que é uma prostituta sedutora, com a sua oferta contrastante para os mesmos homens e suas eventuais derrotas totais (Pv 9:13-18). Todos os homens enfrentam regularmente a escolha! Você vai dar ouvidos à Senhora Sabedoria e se manter afastado das mulheres mundanas e das coisas relacionadas a elas? Ou você vai se afastar da sabedoria para provar dos prazeres do pecado por um tempo com uma mulher prostituta? A escolha é sua, mas Deus determina as consequências (Hb 13:4). Rejeite a sabedoria e morra (Pv 9:11-12,18). Há duas formas de morrer! E existem dois infernos nos quais você pode sofrer! Os fornicadores e os adúlteros têm os quatro! Tolos que vão atrás de uma mulher estranha - uma com quem eles não casaram corretamente - não conseguem enxergar os quatro julgamentos que os espera. Eles estão encantados por uma mulher maravilhosa e ignorantemente se dirigem à sua punição terrível. É contra a dolorida fraude do prazer sexual fora do casamento que este provérbio alerta. O contexto aqui é a de sedução de homens por mulheres tolas e meretrizes (Pv 9:13-18). A lição simples e óbvia: os homens são cegados pela concupiscência dos seus olhos e das suas carnes, e eles não conseguem enxergar que a morte e o inferno são as consequências reais do pecado sexual. A beleza, a bajulação e os prazeres prometidos de uma mulher deixam os seus corações, almas e mentes estupefatos, não permitindo que considerem os terríveis resultados da intimidade com qualquer outra mulher que não a sua legítima mulher. Homens sábios buscam por aquilo que não chama a atenção imediata dos olhos ou que cruza as suas mentes. Tolos apenas enxergam aquilo que está diretamente à sua frente. Outra mulher sempre se apresentará bem; as suas palavras encantadoras sempre soarão bem; os seus novos beijos sempre terão um gosto bom; e ela, em conspiração com o diabo e com o seu coração, oferece prazeres que certamente serão bons. Mas a vítima não sabe que aqueles que a visitaram antes dele estão mortos e no inferno (Pv 2:16-20; 5:5; 7:27). Olhe! O tolo não sabe que os mortos estão lá! A primeira morte é a morte da alma - a perda da integridade, paz, reputação e virtude (Pv 5:9-10). Ao invés disso, eles são atormentados pelo medo, frustração, culpa e vergonha. Esta não é uma morte física; ela é pior! É uma morte viva, onde o coração e a alma morreram para com Deus, alegria, vida e justiça. Salomão escreveu, "O que adultera com uma mulher é falto de entendimento; destrói a sua alma o que tal faz." (Pv 6:32). Esta é a morte da alma (Lc 15:24; ITm 5:6; Tg 5:19-20). O tolo não sabe que os mortos estão ali! A outra morte é a morte física. A vida dura com prostitutas encurta a vida conforme declara a Bíblia e é também confirmada pela experiência (Pv 2:18-19; 5:5; 7:27). O viver pecaminoso reduz a longevidade de muitos atores, atletas e artistas da atualidade, mesmo quando descartamos as doenças. Se a pena capital por esses pecados fosse aplicada, ela abreviaria muito mais, ainda, as suas vidas. Também existe o julgamento de Deus sobre tais homens, o qual certamente punirá os clientes de prostitutas e os adúlteros (Hb 13:4). Os tolos não sabem que os hóspedes dela estão nas profundezas do inferno. O primeiro inferno é a vida desvirtuada e dolorosa nessa vida. Este é o inferno que uma punição corporal apropriada pode livrar a criança dele (Pv 23:13-14). Este é o inferno de empregos perdidos, divórcios, insegurança, famílias arruinadas, crianças perturbadas, dinheiro dissipado, tempo perdido, corações quebrados, mentiras constantes, doenças sexuais, cônjuges enraivecidos e assim por diante. Os prazeres do amor ilícito, a curto prazo, nunca compensa adequadamente pelo restante de sua vida nesse inferno (Pv 5:9). O tolo não sabe que os seus hóspedes estão nas profundezas do inferno. O outro inferno é o lago de fogo que foi preparado para o diabo e os seus anjos ... e todos os fornicadores (Mt 25:41; Ap 21:8; 22:15)! Naquele lugar horrível, os homens que escolheram a aparência e as mentiras de uma mulher ao invés das bênçãos e da verdade de Deus terão toda a eternidade para se lastimarem de suas estúpidas decisões. Ouça as palavras de condenação eterna que serão dirigidas aos fornicadores, "E, então, lhes direi abertamente: Nunca vos conheci; apartai-vos de mim, vós que praticais a iniqüidade." (Mt 7:23). Porque o homem não enxerga esses perigos terríveis? A Bíblia não é suficientemente clara? Os pais e os pastores não foram suficientemente claros? Ele não os enxerga ... porque ele não sabe nada a respeito daqueles que já estão sofrendo, ela não diz isso a ele, ele não consegue recordar os avisos dos seus professores, o prazer é grande demais para poder pensar, a televisão diz que é maravilhoso, o sistema escolar diz que é bom, ele se embalou para dormir com fantasias e pornografia, ele só vê quem aparentemente se deu bem, ou porque ele subestimou a falsidade do pecado. Em nossa geração e sociedade, há muitas mulheres liberadas, as mulheres tolas descritas neste contexto (Pv 9:13-18). Alunos do primeiro e do Segundo grau escolar e das universidades são carnes de mercado. As mulheres se vestem como prostitutas, até mesmo nas igrejas, e os "shoppings" são locais quase que intoleráveis para os homens justos. Divórcio por qualquer causa é o meio para se obter uma nova mulher, exatamente o que o Salvador condenou nos Seus dias, o que não cobre o pecado (Mt 5:27-32). Você é um fornicador ou adúltero arrependido? Você despreza o seu pecado? Você pode orar do jeito descrito por Eliú (Jó 33:27-28)? Você pode se lançar aos pés de Jesus Cristo, suplicando e implorando por misericórdia, da mesma maneira que muitas prostitutas fizeram no Novo Testamento? Há salvação em Jesus Cristo, até mesmo para os adúlteros e fornicadores. A igreja de Corinto tinham muitos (ICo 6:9-11). E eles estarão no céu pela justice de Cristo. Louvado seja o Seu nome glorioso!
--- Fim da explanação de LET GOD BE TRUE ---

Compromisso assumido, compromisso cumprido!

Ser fiel a Deus pelos compromissos assumidos diante dele e dos homens. Os recabitas já obedeciam a seu pai, atitude que agrada a Deus, mas não atentavam para esse fato por serem homens naturais; agora, porém, passarão a obedecer a Deus, pois se tornaram homens espirituais escolhidos por Deus. “Portanto assim diz o Senhor dos Exércitos, Deus de Israel: Nunca faltará homem a Jonadabe, filho de Recabe, que esteja na minha presença todos os dias” (Jr 35:19). Eu orei a Deus pedindo comprometimento, responsabilidade, agilidade nos meus trabalhos, dedicação, boa disposição, capacidade para administrar a agenda de afazeres, inteligência, compromisso com Deus em meus ministérios, e o Senhor me respondeu com esse exemplo de obediência dos recabitas para que me sirvam de exemplo de fidelidade nos meus compromissos com Deus — meus ministérios, independente das reações positivas como curtidas, comentários, compartilhamentos, mas importando a minha ação de cumprir com os meus ministérios evangelístico e literário — e na minha vida pessoal. Por quê? Porque “é certo” que a palavra de Deus “nunca” volta vazia: “Assim será a palavra que sair da minha boca: ela não voltará para mim vazia, antes fará o que me apraz, e prosperará naquilo para que a enviei” (Is 55:11). Ou seja, mesmo que seja apenas uma alma a ler as coisas relacionadas a Deus, como a sua própria palavra, suas revelações, exortações, instruções, conselhos, já terá sido suficiente, pois é como está escrito sobre uma única alma que se salva: ”Sabei que aquele que fizer converter um pecador do erro do seu caminho salvará da morte uma alma, e cobrirá uma multidão de pecados” (Tg 5:20). Façamos cada um a parte que nos cabe. Isso me lembra a lenda do passarinho na floresta em chamas. O passarinho, preocupado com a perda florestal, empenhou-se em fazer a sua parte: com o seu pequeno bico pegava um pingo de água de cada vez e o jogava no fogo para tentar apagá-lo. Passando perto dele um elefante, esse lhe perguntou o que estava fazendo, ao que lhe respondeu o passarinho, e o elefante riu dele, dizendo que aquilo era perda de tempo. Então, o passarinho o retrucou, dizendo:
“Bom, pelo menos eu estou fazendo a minha parte, a parte que me cabe; e você, o que está fazendo com essa tromba tão grande?!” Moral da história: há pessoas que não fazem nada e ainda ironizam quem faz alguma coisa por mínima que seja, sem se darem conta de que esse mínimo representa o seu tudo, o tudo que ela pode dar, e é justamente aí que está o valor de uma boa ação: a boa vontade em fazer, em contribuir, em ajudar, em ser agradável a Deus com gestos mínimos, porém sinceros que nascem do coração. Eu estou fazendo a minha parte, e você?

Nosso Cristo Redentor!

Nosso Cristo Redentor! Acreditemos no poder e na misericórdia do Cristo, nosso Pai, Senhor de nossas vidas, dos que cremos que ele é Deus. Deus proverá! Ele há de nos abençoar na nossa necessidade. Emunah.

Cessão à usurpação do Reino vs. Rejeição à usurpação no Reino

Cessão à usurpação do Reino vs. Rejeição à usurpação no Reino

Usurpador do Reino no Reino: adversário do Rei que “pretende”, diga-se ‘en passant’, tão somente pretende porque não passará disso, dar-lhe um xeque-mate e tomar o seu lugar, a sua glória, a sua honra e a sua adoração — estado e ações devidos somente a Deus. É o inimigo infiltrado na Igreja, todo o tempo colocando o Rei — Jesus, Deus — em xeque.

Como vão os líderes da Igreja do Senhor?

A soberba e a impenitência são a causa de serem consumidos os seus agentes.

As misericórdias do Senhor são a causa de não serem consumidos os seus fiéis.

Fiéis do Senhor são os que não apenas obedecem aos seus mandamentos, mas “têm prazer” em lhe obedecer e desejam fazê-lo e buscam fazê-lo, mesmo com muito esforço e dificuldade devido à fraqueza da sua humanidade.

Mas Deus olha o coração e sabe a verdadeira intenção do espírito. Ou seja, Deus conhece os seus; não pode jamais ser enganado.
‭‭
Sobre Herodes:
“E o povo exclamava: Voz de Deus, e não de homem! No mesmo instante, feriu-o o anjo do Senhor, porque não deu glória a Deus; e, comido de bichos, expirou” (At‬ ‭12:22-23‬).

Sobre Paulo:
“E as multidões, vendo o que Paulo fizera, levantaram a voz, dizendo em língua licaônica: Fizeram-se os deuses semelhantes aos homens e desceram até nós” (At‬ ‭14:11‬).

Herodes e Paulo: o contraste visível e inegável entre dois personagens bíblicos que respectivamente tipificam aqueles que aceitam adulações em detrimento da glória de Deus e aqueles que rejeitam adulações em favor da glória de Deus.

Tentativa hermenêutica ou fanatismo?

Sou teóloga, mas tenho consciência da possibilidade de me qualificarem como fanática.

Lembro-me dos textos bíblicos que mostram como Jeremias, um profeta do Senhor, não teve crédito entre muitos dos seus. Imagine uma pessoa comum como eu e você que buscamos analisar os últimos acontecimentos?! Apenas analisamos; não afirmamos nada.

Não me importo. Importa-me o entendimento espiritual do caos mundial instalado que pode servir de alerta para o propósito da salvação de muitos em proporção também mundial. Falo em nível escatológico com base na fé cristã baseada nas escrituras apocalípticas que não constam apenas do livro do Apocalipse.

As últimas pragas: Seria Covid-19 a primeira?

🎶O Rei está voltando, o Rei está voltando🎶 Quem crê?

Alguns (não se sabe quem nem quantos) eleitos do Senhor “para darem continuidade à sua obra” nesses Últimos Dias não serão afetados. Uns dirão que isso é fé; outros dirão que é prepotência, soberba, pretensão, fanatismo etc. de quem o queira acreditar.

Andam enfatizando continuamente que a situação global atual, a pandemia do coronavírus, não é um “pandemônio”. Por que insistem no neologismo “panDEMÔNIO”?! Por quê?

No entanto, há que se considerar, ou, pelo menos, não deixar de lado, o aspecto espiritual da “coisa” desde que se levam em consideração os aspectos científicos.

Afinal, sabe-se que a vida humana não é composta somente de carne e osso — corpo físico-material, ou somente de corpo fisico-material acoplado de alma — corpo anímico, mas também de espírito, o que evoca o entendimento de um ser tríplice em uma unidade existencial, em sua forma global.

Então, o ser humano é dotado de corpo, alma e espírito. Logo, não se deve descartar o aspecto espiritual da “coisa” ou da situação de emergência mundial hodierna desde que afeta a vida humana.

A verdade é que não querem assumir que o problema da pandemia é espiritual (Ap 16:14) porquanto, clara e perceptivelmente, escatológico e apocalíptico, pois, biblicamente falando (e a Bíblia é espiritual), parece que se trata da primeira das sete taças da ira de Deus derramada pelos anjos sobre a terra (Ap 15:1;16:1,2). Por que tal percepção ou entendimento?

Porque, que poder seria capaz de atingir o mundo inteiro de uma só vez com a mesma praga? Não seria Deus?! E qual é a primeira Pessoa mais importante de todo o texto escriturístico? Não é Deus?! Só não enxerga a realidade dos Últimos Dias quem não quer (Ap 16:6,9,11,21 — não há qualquer pessoalidade na colocação; apenas citação literal de textos bíblicos, conforme os originais).

Essa realidade está escrita no Livro das Revelações ou Apocalipse. Logo, não seria a situação apocalíptica? Ou será que quem assim interpreta está doente da cabeça, o que configuraria uma aniquilação de qualquer possibilidade de atestar a vericidade do texto sagrado?

A verdade é que se tem a impressão de que as Escrituras Sagradas não são o foco. Parece que o foco é desfocar de uma realidade oculta que pretende ocultar seus propósitos.

Há uma cronologia bíblica incontestável e irrefutável sobre fatos bíblicos e, pelo menos, já quase todas as profecias bíblicas se cumpriram; faltam apenas umas poucas se cumprirem. Isso por si só já é uma declaração de que os textos bíblicos devem ser reputados por dignos de confiança.

Cronologia bíblica: do AT — da pré-história a 550 a.C.; do período intertestamentário — de 400 a.C. a 200 a.C.; do NT — de 1 d.C. a 70 d.C., considerando a relevância da morte do apóstolo João aproximadamente em 98 ou 100 d.C.

A situação é mundial, e não apenas no Brasil. Não há pessoalidades, parcialidades, tendenciosidades no presente discurso. Apenas desejando compartilhar com aqueles que, porventura, também estejam buscando saber a realidade do atual problema da humanidade em nível mundial, com base na Bíblia Sagrada.

Sobre Herodes: “E o povo gritava: — É um deus e não um homem que está falando! No mesmo instante um anjo do Senhor feriu Herodes, pois ele aceitou a honra que só Deus merece. E ele morreu, comido por vermes” (At‬ ‭12:22-23‬).

Um fato bíblico ocorrido em semelhança aos citados em Ap 16:6,9,11,21: “Disto são merecedores”; “Blasfemaram o nome de Deus, que tem poder sobre estas pragas; e não se arrependeram para lhe darem glória”; “Blasfemaram do Deus do céu e não se arrependeram das suas obras”; “Blasfemaram de Deus”.

O abraço e a internet!!!

E agora os sul-coreanos servem de exemplo para o tipo de saudação a ser feito: “a um metro de distância de outrem”, apenas abaixar a cabeça: nada de apertos de mão, abraços ou beijinhos, mesmo que rapidinhos. Angela Merkel que o diga!

Houve uma época, não muito distante, em que tinha virado moda sair abraçando as pessoas pelas ruas, independente de serem conhecidas ou não.

Mesmo sem o surto do coronavírus, eu já tinha pensado que aquilo não era uma coisa normal, mas suspeita, pois muitos poderiam se aproveitar da situação para transmitirem doenças com base no amor ao próximo, proposta bem peculiar do diabo: mascarar atos de amor — a melhor maneira de engano.

Eu não aceitei a ideia, pois senti um grande perigo na proposta, por mais linda e necessária que se revelasse; porém, logicamente, não revelava o que “parecia ser”: uma obra ocultista. Nunca se sabe exatamente o que pode estar por trás de ações sociais ou culturais.

Contudo, a ideia não vingou, não funcionou, pois logo passou e todos esqueceram, mas parece ter sido uma prévia do que viria a acontecer no futuro: sugeriam abraçar (“contágio” do amor ao próximo) e agora orientam a não abraçar (“contágio” do contato virtual); i.e., tanto na esfera real quanto na virtual, as ações se convertem em contagiosas para um mal iminente: da possível aquisição de uma doença ou de um afastamento entre as pessoas.
Sabe-se que um abraço pode até mesmo salvar uma vida.

Entretanto, nesses últimos dias, começa-se a descartar a importância, o valor de um abraço. O que a internet — diga-se en passant, tão maravilhosa — veio fazer ou foi designada para fazer está se cumprindo: o abraço virtual que era considerado maléfico devido à propiciação do afastamento entre as pessoas, pois evitava a aproximação entre elas, agora é benéfico pela propiciação do afastamento entre as pessoas, pois evita a aproximação entre elas.

A internet aproxima e afasta ou afasta e aproxima — um ciclo vicioso como o cão atrás do rabo. Muita internet afastava pessoas e agora muita internet aproxima pessoas.

Note-se que a internet está envolvida em ambos os casos — “Abracem-se, pois há internet que os impede de o fazer” e “Não se abracem, pois há internet que lhes permite fazê-lo”.

Isso com base no argumento de que a internet estava afastando as pessoas umas das outras. E agora, no cenário atual, a internet é a forma de relacionamento mais recomendada, incluindo, principalmente, o “abraço internético” que vai além de um simples abraço virtual.

Ironia ou paradoxo?! Parece que os dois!

Babilônia nunca mais!

O Senhor vai acabar com essa babilônia! Emunah. Babilônia que retém e oprime os cativos. Babilônia das tendências malignas. Babilônia de riquezas e escravidão.
Babilônia de belezas e escravidão.
Babilônia de farturas e escravidão.Babilônia da qual só o Senhor dos Exércitos pode livrar. Basta, primeiramente, querer e, então, pedir a Deus para se livrar dela. A seguir, dir-se-á: Babilônia nunca mais!Quando se decide não mais desejar as babilônias da Babilônia, novos pensamentos, novas ações, tomam lugar e atuam como bons empecilhos contra o retorno à maldita Babilônia escravagista — o império das ilusões.“e pôs um novo cântico na minha boca, um hino ao nosso Deus” (Sl‬ ‭40:3‬a).Profecia contra a Babilônia:“Palavra que falou o Senhor contra a Babilônia, contra a terra dos caldeus, por Jeremias, o profeta.Mas o seu Redentor é forte, o Senhor dos Exércitos é o seu nome; certamente, pleiteará a causa deles, para dar descanso à terra e inquietar os moradores da Babilônia” (Jr‬ ‭50:1, 34‬).

  • 7 livros
  • LinkedIn ícone social
  • 10411954_685602844810247_333669641129231921_n
  • 105877862_3304579512893603_5748729188284
  • Litwin, Edith.
  • 11060882_418988858270919_2397584092961867947_n
  • Instagram
  • Twitter Social Icon
  • YouTube Social  Icon
  • Pinterest Social Icon

© 2016 por Monica Campello. Escritora para a glória de Deus! Professora graças a Deus!