© 2016 por Monica Campello. Escritora para a glória de Deus!

  • 10411954_685602844810247_333669641129231921_n
  • 11060882_418988858270919_2397584092961867947_n
  • 12036535_1673158749594699_5900628048313839229_n
  • 4vertical
  • palavras face
  • oie_gGxu4nef26VX
  • Twitter Social Icon
  • Google+ Social Icon
  • YouTube Social  Icon
  • Pinterest Social Icon
  • Instagram Social Icon

I'm busy working on my blog posts. Watch this space!

Please reload

Tags
Destaque

Bons pensamentos em frases

January 17, 2017

O diabo vibra quando a gente tem medo e deixa de agir por falta de fé.

Deus não tem prazer quando recuamos em vez de fazer o que deve ser feito mediant...

1/2
Please reload

Aprendendo a orar

20.11.2017

Aprendendo a orar

Devido ao desespero, erramos pela ignorância ao orarmos erradamente. No desespero, não temos sabedoria para pedir, e pedimos errado. Depois disso, temos de assumir as consequências do erro. Mas um dia o Espírito Santo nos ensina a orar. Aí, orarmos corretamente: Senhor, o tempo passou e até hoje pago pelo erro de ter orado de forma indevida, mas hoje aprendo de ti que minha oração deve ser baseada no teu poder e não no meu desespero, pois quem desespera não espera, mas eu tenho aprendido que devo esperar em ti pelas minhas vitórias. Assim, aprendo que devo orar ao Senhor pelos meus sonhos e desejos, colocando-os inteiramente em tuas mãos e confiando que acontecerá exatamente conforme a tua vontade. A minha parte é orar, confiar e esperar. Independentemente do tempo, da circunstância, ou de qualquer outro possível impedimento, creio que para o Senhor nada é impossível. Portanto, se o Senhor quiser, acontecerá, e se o Senhor não quiser, não acontecerá. Assim, seja feita a tua vontade que pode estar de acordo com a minha ou não. Isso só o Senhor sabe. E o que eu sei é que o Senhor está com os ouvidos atentos à minha oração, e por isso devo continuar orando e pedindo; devo permanecer na minha fé, pois isso é agradável ao Senhor – a minha fé que crê no impossível e vê o que não existe porque vem de ti. Logo, se eu desistir dela, será o mesmo que estar jogando fora um presente que o Senhor me deu. 
Às vezes, agimos na incredulidade pelo fato de não fazermos o que deveríamos. Uma oração de fé pode ser um exercício diário de credulidade. Agindo assim, já não estamos deixando de fazer o que nos compete; devemos fazer tudo aquilo que está ao nosso alcance. Se alcançar um objetivo independe do nosso poder de ação, oremos, pois o Senhor tudo pode, e se ele quiser o fará ou não – a vontade dele é soberana e perfeita; só ele sabe o que é o melhor para nós. O mais importante de tudo isso é continuarmos na fé de que ele é Deus, poderoso para fazer ou não fazer o que lhe apraz, independentemente de quaisquer circunstâncias.

Um dia eu orei assim: “Deus, tira isso de mim; não precisa me dar isso nunca mais, mas tira isso de mim”. Respondi pelo meu erro por ignorância. Hoje o Espírito Santo me ensinou a orar, fazendo-me recordar dos dias passados em que orei erradamente, e me trouxe o entendimento de que não devo me deixar levar pelo desespero, mas os perigos envolvidos devem ser entregues nas mãos daquele que é poderoso para dar a solução perfeita para os nossos problemas.

Então, a oração certa seria assim: “Deus, isso pode me trazer problemas, mas sei que seria algo muito bom. Estou desesperada, não sei o que fazer. Gostaria de poder continuar com isso, mas o medo, a apreensão, assustam-me de tal modo que penso ser melhor não ter mais isso, mas eu não sei o que é o melhor para mim: se continuar e enfrentar as situações com a esperança de que tudo dará certo no final ou se desistir e dar cabo disso, mas não pedirei ao Senhor para me impedir de ter esta bênção no futuro quando eu estiver plenamente capacitada para dela desfrutar. Seja feita a tua vontade, Senhor. Proteja-me e ajude-me, Senhor, a fazer o que é correto e aprovado por ti, ou seja, orar e esperar pelo teu mover em meu favor, seja sim ou não, pois só o Senhor sabe o que é o melhor para mim, pois nem eu mesma o sei, amém”.

Esta foi a minha oração de hoje: “Senhor, o tempo já passou, já não há mais tempo para isto, já é tarde demais”, mas, de repente, senti o toque do Espírito Santo e sei que foi ele porque logo meu entendimento chegou à minha mente, dizendo: “Não, não cometa este erro de novo; mude esta oração. Ore assim: “Senhor, eu oraria novamente como no passado, mas entendo de ti que se o fizer novamente, estarei confessando a minha falta de fé outra vez, mas hoje eu te conheço, não como antes, com ignorância e movida pelo medo, mas com entendimento e movida pela fé. Assim, vou orar como deveria tê-lo feito no passado. E orei como deveria.

Obrigada, Espírito Santo, por me ensinar a orar como devo, e assim livrar-me do erro por ignorância, e fazer aquilo que agrada ao Senhor.

Share on Facebook
Share on Twitter
Please reload