BONZINHO PARA OS HOMENS

Não devemos jamais deixar de obedecer a Deus por sentir pena de alguém ou por querer agradá-lo ou não querer desapontá-lo ou entristecê-lo, quando o próprio Deus já decretou determinada ordem: “Até quando você terá pena de Saul, se eu o rejeitei como rei de Israel?” (1 Sm 16:1). Ninguém tem autoridade para conceder misericórdia quando Deus não a concedeu. É imprescindível que se obedeça a Deus e não às artimanhas do inimigo que tenta trabalhar o nosso ego a fim de nos fazer sentir que somos muito bonzinhos.

Destaque