Desejando coisas...

Guarde os meus estatutos. Obedeça às minhas leis. (Lc 19:19) Quando queremos muito alguma coisa e não temos ainda como alcançá-la, tendemos a ficar ansiosos. Porém, vem à nossa mente a palavra de Deus que nos diz: "Não fiquem preocupados com o dia de amanhã, pois o dia de amanhã trará as suas próprias preocupações. Para cada dia bastam as suas próprias dificuldades" (Mt 6:34).

Quando praticamos esse versículo dia a dia, estamos ativando a nossa fé em obediência à palavra que já está registrada na mente e no coração. E Deus nos confirma que, assim, estamos em obediência fiel à sua palavra dada. Por certo, a bênção do Senhor chegará no tempo determinado por Deus (Ec 3:1). Então, percebemos que temos agido assim, em conformidade com a palavra de Deus, pela fé, pela confiança na sua palavra, pois é ele quem nos garante. Ele diz no versículo anterior: "Eu sou o Senhor" (Lv 19:18).

O Senhor é Deus, o Senhor dos Exércitos, o Deus de Israel - seu povo -, e não mente (Nm 23:19); a sua palavra não volta vazia, mas se aplica àquilo para o que ele designou e que lhe apraz (Is 55:11). Então, basta-nos a fé com a qual ele já nos tem galardoado (Ef 2:8). Emunah (Hc 2:4; Hb 10:38) à realização certa de todos os nossos sonhos - sonhos que têm a bênção do Senhor, aprovados por Deus (Mt 7:9-11). Tudo o que não tem a bênção de Deus é maldição, e maldição é algo que Deus não dá a nenhum de seus filhos fiéis. Maldição é algo que recai naturalmente sobre os que praticam o mal; esses já estão sob maldição pelas árvores que eles mesmos plantam, e, logicamente, colhem os frutos que nascem delas, pois cada um recebe segundo as suas obras. (Pv 26:2; Mt 12:33; Rm 2:6; Gl 3:10).

E o Senhor me diz: “O que vc quer? O que vc decidir eu te abençoo: fazer ou não fazer”. Então, eu tenho de manifestar a minha fé.

Destaque