O EVANGELHO ISENTA-NOS DA LEI

O cristão da rejeição


O sacerdote do Senhor dos Exércitos busca a lei de Deus, a lei que não destrói a graça de Jesus, a lei da verdade que aparta muitos da iniquidade. A lei do amor de Deus que não desvia seus filhos do caminho, evitando que tropecem na lei da verdade bíblica ao obedecerem a regras religiosas tolas e sem valor, e os livrando dos que fazem acepção de pessoas. (Ml 2:6-9)


Ah, falsos sacerdotes que corrompem o concerto do Senhor! Deus quer pureza e não formalismo tampouco legalismos. O coxo de que Deus fala não é o doente que Jesus na graça veio para curar sem o desprezar, mas o que estando são no corpo está doente do espírito porquanto impuro diante de Deus devido aos seus interesses mundanos que nada tem a ver com o Espírito de Deus, e da sua Igreja imaculada que nada tem a ver com igreja predial.


O coxo do AT não tipificava a perfeição de Jesus, e o coxo no NT tipifica o poder de Jesus. Ou seja, Jesus veio para explicar o que antes éramos incapazes de compreender: o que o Senhor queria enfatizar não era a rejeição nem a miséria da imperfeição, mas a perfeição que gera perfeição — Jesus — sobre aquele que Deus permitia apenas receber no templo visto que não podia dar ali o que não tinha.

Isso não significa que Deus desprezava o coxo, mas tão somente o colocou, entre outros, como meio de aludir à compreensão acerca da pureza e perfeição do Sumo Sacerdote Jesus. Usar este argumento no tempo da graça para abusar da Graça é um vitupério. Péssima exegese de sacerdotes impuros que se fazem de puros e perfeitos!!!


Falsos profetas, falsos servos, falsos pastores, falsos sacerdotes entre tantos outros afins que se disfarçam de anjos da Igreja sob a máscara do engano, oferecendo vilezas ao Senhor porquanto baseadas em palavras bíblicas distorcidas ou de interpretação tendenciosa; suas bênçãos serão amaldiçoadas pelo próprio Deus (Ml 1:13-14, 2:2).



“Assim também nós, antes de ficarmos adultos espiritualmente, fomos escravos dos poderes espirituais que dominam o mundo. Mas, quando chegou o tempo certo, Deus enviou o seu próprio Filho, que veio como filho de mãe humana e viveu debaixo da lei para libertar os que estavam debaixo da lei, a fim de que nós pudéssemos nos tornar filhos de Deus. Mas vocês não me desprezaram, nem me rejeitaram, embora o meu estado de saúde fosse uma dura prova para vocês. Pelo contrário, vocês me receberam como se eu fosse um anjo de Deus ou mesmo como se eu fosse Cristo Jesus. Será que agora, por ter dito a verdade, eu me tornei inimigo de vocês? Esses homens mostram grande interesse por vocês, mas a intenção deles não é boa. O que eles querem é separar vocês de mim para que vocês sintam por eles o mesmo interesse que eles sentem por vocês. É bom vocês terem um interesse sincero sempre e não somente quando estou com vocês. Meus queridos filhos, eu estou sofrendo por vocês, como uma mulher que tem dores de parto. E continuarei sofrendo até que Cristo esteja vivendo em vocês.” ‭‭Gálatas‬ ‭4:3-5, 14, 16-19

Destaque