O povo atende ao Senhor


Eu quero atender à voz do Senhor, às palavras de um pastor verdadeiro, temer diante do Senhor, crer na tua palavra, ter meu espírito despertado pelo Senhor, ir à casa do Senhor e trabalhar na casa do Senhor, meu Deus.


A casa de Deus é pura e santa, livre de toda e qualquer contaminação. Ir à casa do Senhor significa ir à casa de Deus onde o espírito de Deus habita em santidade.


Ir à casa de Deus não é o mesmo que ir a um templo feito por mãos de homens onde não habita o espírito de Deus, mas um espírito de mentira, de exploração da fé, de usurpação do nome, do poder e da glória de Deus, de marketing religioso que só visa lucros e vantagens.


Por isso, diz o Senhor que esse povo que está perante ele e que se declara povo de Deus, na verdade não é de Deus, pois para tal povo Deus só existe da boca para fora. Esse falso povo de Deus, que Deus não enviou, engana o verdadeiro povo de Deus através da pregação de uma mensagem que Deus não lhes entregou. (Jr 25:14; 23:21,32; 27:15; 29:9)


Toda a obra das suas mãos e tudo aquilo que esse povo de Mamom oferece é imundo, de modo que é preciso levar em consideração tudo que eles estão fazendo antes de chamar as suas edificações de templo do Senhor, pois não são. (Ag 2:14,15) Leitura bíblica de hoje:

“Então, Zorobabel, filho de Salatiel, e Josué, filho de Jozadaque, o sumo sacerdote, e todo o resto do povo atenderam à voz do Senhor, seu Deus, e às palavras do profeta Ageu, as quais o Senhor, seu Deus, o tinha mandado dizer; e o povo temeu diante do Senhor. Então, Ageu, o enviado do Senhor, falou ao povo, segundo a mensagem do Senhor, dizendo: Eu sou convosco, diz o Senhor. O Senhor despertou o espírito de Zorobabel, filho de Salatiel, governador de Judá, e o espírito de Josué, filho de Jozadaque, o sumo sacerdote, e o espírito do resto de todo o povo; eles vieram e se puseram ao trabalho na Casa do Senhor dos Exércitos, seu Deus,” (Ag 1:12-14‬).


“Mas deixarei, no meio de ti, um povo modesto e humilde, que confia em o nome do Senhor. Os restantes de Israel não cometerão iniquidade, nem proferirão mentira, e na sua boca não se achará língua enganosa, porque serão apascentados, deitar-se-ão, e não haverá quem os espante. Canta, ó filha de Sião; rejubila, ó Israel; regozija-te e, de todo o coração, exulta, ó filha de Jerusalém. O Senhor afastou as sentenças que eram contra ti e lançou fora o teu inimigo. O Rei de Israel, o Senhor, está no meio de ti; tu já não verás mal algum. Naquele dia, se dirá a Jerusalém: Não temas, ó Sião, não se afrouxem os teus braços. O Senhor, teu Deus, está no meio de ti, poderoso para salvar-te; ele se deleitará em ti com alegria; renovar-te-á no seu amor, regozijar-se-á em ti com júbilo. Os que estão entristecidos por se acharem afastados das festas solenes, eu os congregarei, estes que são de ti e sobre os quais pesam opróbrios. Eis que, naquele tempo, procederei contra todos os que te afligem; salvarei os que coxeiam, e recolherei os que foram expulsos, e farei deles um louvor e um nome em toda a terra em que sofrerem ignomínia. Naquele tempo, eu vos farei voltar e vos recolherei; certamente, farei de vós um nome e um louvor entre todos os povos da terra, quando eu vos mudar a sorte diante dos vossos olhos, diz o Senhor” (Sf‬ ‭3:12-20‬).

Destaque